Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 3,337
Euro:   R$ 3,937
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta


Feirense é destaque em campanha contra a corrupção

Mais de 7 mil assinaturas em defesa das 10 Medidas contra a corrupção


03/04/2016 às 10:25h

Feirense é destaque em campanha contra a corrupção
Crédito: Marcio Filho/FE

O Ministério Público Federal, iniciou em julho de 2015, uma campanha para coletar assinaturas para encaminhar um projeto de lei ao congresso nacional, intitulada de "Dez Medidas Contra a Corrupção", que de início precisava de cerca de 1 milhão e meio de assinaturas, para que fosse enviado ao Congresso Nacional.


A campanha busca do Congresso algumas alterações estruturais e sistêmicas necessárias para prevenir e reprimir a corrupção no Brasil. Na Bahia, cerca de 44 mil assinaturas foram recolhidas, mas Feira de Santana, foi uma das cidades que tiveram o maior destaque, com um cidadão que trabalhou incansavelmente em busca de pessoas e instituições que apoiassem a causa.


O feirense Uziel Oliveira, evangélico e industriário, foi a pessoa que mais contribuiu no país e foi homenageado pelo Ministério Público Federal, na Bahia, pela dedicação à campanha, onde conseguiu com o auxílio da esposa e de alguns parceiros, cerca de 7 mil assinaturas. Ele diz que a iniciativa surgiu a partir do momento em que viu o procurador federal, Samir Cabus Nachef Junior, coordenador da campanha em Feira de Santana, realizando os trabalhos de divulgação das dez medidas, em várias instituições, no intuito de conscientizar a população da importância desta. "O nosso engajamento neste projeto, parte da consciência de que devemos contribuir na condução dos rumos da nossa sociedade, e de que o mesmo tem como virtude cívica, o bem estar de todos os brasileiros, sobretudo por ser uma campanha apartidária, não ideológica, que se apresenta como uma resposta da sociedade em relação à conjuntura atual", justifica ele.

 

Crédito: Acervo Pessoal


Uziel conta que a expectativa agora é para que o Congresso faça a tramitação de uma forma célere, que mantenha o texto integral, que os procuradores elaboraram, que aprovem na íntegra. Para ele, só assim de fato, teremos uma redução significativa da corrupção no país. "O quadro atual é totalmente desfavorável, onde privam o direito do cidadão de usufruir dos seus recursos, arrecadados através de impostos, na área da saúde, transporte, segurança, estes estão sendo minados para contas secretas, no exterior", conta ele.


Esta é uma campanha totalmente apartidária, sem nenhum cunho político, e que contou apenas com o apoio de instituições, como a igreja em que Uziel congrega, Assembléia de Deus, que aderiu também e esteve engajada em busca de assinaturas, além disso, todos os eventos que aconteceram em faculdades, cursos, congressos, convenções também serviram para divulgação e coleta.


"Me senti muito honrado e feliz em poder ajudar o nosso país, mas não trabalhei sozinho, tive o suporte de muitas pessoas e instituições, da minha igreja, do ministério público, e enquanto o congresso não trouxer esta resposta para a sociedade, continuarei lutando, estarei engajado", conclui ele.


Segundo o Procurador Federal Samir Júnior, o projeto é extenso e visa aperfeiçoar os mecanismos de combate à corrupção, ele diz que estes mecanismos são baseados em três pilares básicos: Medidas para se impedir que a corrupção aconteça, punir quem comete qualquer tipo de corrupção e a recuperação do dinheiro. "Se o criminoso percebe que vale a pena cometer o crime, que mesmo que seja punido com uma pena baixa, ele continue com proveito da corrupção, ele não vai deixar de cometê-la", afirma Samir.


Ele ainda conta que o Ministério Público apenas colheu as assinaturas, e criou a logística, mas que esta é uma campanha da população, é um anseio da sociedade. As assinaturas foram entregues no último dia 29, ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para que se inicie os trâmites deste projeto de lei. "O grande benefício que a lava jato trouxe a todos, foi mostrar a sociedade as consequências da corrupção. Um crime comum, violento, a gente vê as consequências de imediato, mas a corrupção gente não, isso impacta nas vidas das pessoas, o Brasil parou de crescer, as pessoas estão sentindo na pele, sem sombra de dúvidas estas medidas serão apoiadas pela população, e assim espero que o Congresso as aprove", conclui o Procurador.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Cantor Batista Lima em show no Oca Music
Publicidade
Mamãe 6 estrelas
Bruno Best Travel
Vilage Marcas e Patentes
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas