Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Política

todas as notíciasseta

Targino ganha mais um partido para eleições

Definição no partido Cidadania favorece ao pré-candidato


27/03/2020 às 11:10h

Targino ganha mais um partido para eleições
Crédito: Divulgação

Deibson Cavalcante teve o mandato cassado no final do mês passado, quando foi indicado para assumir seu posto na direção da sigla Jilvan Dias. A decisão foi recebida por Deibson com espanto, já que não houve nenhuma reunião para que o então presidente pudesse fazer defesa para a manutenção do cargo.


Após, ele recorreu à justiça e a decisão final, foi que Deibson volta a ser presidente do partido em Feira de Santana, e já se prepara para o pleito de outubro. Deibson foi pego de surpresa, quando ao consultar o TSE, se deu conta que o mandato havia sido expirado por decisão do partido. “Eu não fui comunicado. Quando entrei no TSE, tinham inclusive muitos envios de e-mails solicitando senhas [não respondidos] e pedindo também um diálogo, na intenção de reorganizar o partido não pensando só nas eleições de 2020, mas também nas de 2022”, contou Deibson, que também expôs que o motivo da cassação de seu mandato não foi informado.


No dia 26 deste mês, a decisão foi assinada, na quinta-feira (26), Deibson teve acatado seu pedido liminar para a recondução do diretório eleito em votação para o período de quatro anos. “Nós fomos eleitos para presidir em quatro anos, nosso período de posse ainda não acabou. A gente tem visto a seriedade que a política tem se tornado, não podemos deixar que diretórios legítimos eleitos, por uma canetada, por decisão individual muitas vezes do presidente da estadual tire esse direito legítimo do diretório”, defendeu, explicando ainda que o TSE já está debatendo a questão da importância dos diretórios municipais.


O advogado Targino Neto assegurou que a decisão não pode ser suspensa, já que se trata de um mandado de segurança, que garante a proteção dos danos causados aos direitos fundamentais. “Independente da natureza do ato impugnado, possui por escopo a proteção de direitos líquidos e certos contra ato de autoridade ou de quem exerça funções públicas. Neste caso, o diretório estadual agiu de forma arbitrária, sendo ilegal contra a constituição e também o estatuto do partido. Não deram a Deibson o direito de defesa”, explicitou.


Se há um interesse em derrubar a liminar até o julgamento do mérito, a hipótese pode ser descartada, já que este tipo de processo é incontestável. Targino Neto também não tem uma estimativa de quando a liminar será julgada. “Estamos em uma pandemia, então a única certeza é que em março não será julgada, e isso extrapola o prazo final para filiação partidária, que acontece dia 4 de abril”, disse.


Desta forma, o Cidadania segue na disputa pelo pleito em 2020, e de acordo com Deibson, a chapa que estava sendo organizada pelo vice-presidente se manterá. “Nós estamos retornando com o carro já andando, então não vamos interferir na formação de chapa, até porque muitos que estão pré-filiados fizeram parte do pleito conosco em 2016”, finalizou.


O grande vencedor episódio foi o pré-candidato a prefeitura de Feira, Targino Machado, que deverá se filiar ao PTB, e desta forma, ganha mais um partido para coligar-se para a disputa da eleição majoritária. Targino, além do PTB já conta com o Solidariedade, e agora com o Cidadania ganha uma minutagem maior para horário eleitoral no rádio e na televisão. Além de maior número de candidatos a vereador, que servirão como puxadores de voto. 

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

Gov Bahia vale

TVGeral

Live da cantora feirense Maryzelia com o seu Samba autêntico e de qualidade.
Publicidade
Gov Bahia vale
Vilage
Gov Bahia vale
Gov Bahia vale
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas