Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Tv e Famosos

todas as notíciasseta

12 indicações de filmes e séries para assistir

O Folha do Estado da Bahia separou filmes e séries para se entreter na quarentena, e valorizar as produções nacionais


18/04/2020 às 03:26h

12 indicações de filmes e séries para assistir
Crédito: Reprodução

A quarentena está sendo, para algumas pessoas, um momento para tirar a poeira dos livros e dar uma chance àquele exemplar esquecido na estante, para conhecer novos artistas e também para tirar o atraso das séries, mas também para conhecer novas e ver um bom filme.

 

Não à toa, muitas empresas de streaming têm se juntado para interagir mais com os usuários nas redes sociais, como Twitter, para indicar os filmes e séries que mais combinam com os gostos e personalidades de cada um. Aqui, o Folha do Estado também indica bons títulos para se distrair, e o melhor: só conteúdo nacional. 

 

Confira as indicações de séries abaixo:

 

O Mecanismo (Netflix)

 

A série nacional de 2018 é nspirada no escândalo da lava-jato, e mostra como uma linha foi puxando a outra em um roteiro no qual os fios já renderam mais de 40 fases na investigação e continuam a surpreender os brasileiros. A trama, embora tenha nascido de uma experiência real que tem ajudado a definir politicamente a vida dos brasileiros, traz personagens como Verena Cardoni, uma policial federal interpretada pela atriz Carol Abras.

 

Não há uma figura equivalente a ela no roteiro da vida real. Justamente por isso, a série consegue envolver quem está assistindo e fazer com que o fio da meada não se perca, como ocorre com quem acompanha a operação apenas pelo noticiário. A angústia dos personagens é um ponto essencial para atingir o que parece ser um dos objetivos da série: mostrar que a corrupção não tem partido nem lado.

 

Coisa Mais Linda (Netflix)

 

A série se passa na década de 1950, no Rio de Janeiro, e conta a história de Maria Luíza (Maria Casadevall), uma mulher rica que acaba sendo enganada por seu marido, que foge, roubando todo o seu dinheiro.

 

Mas em vez de se desesperar, Maria acaba vendo o lado positivo do acontecimento e tenta buscar um novo recomeço para a sua vida na cidade. Ao lado de suas novas amigas Adélia (Pathy Dejesus), Thereza (Mel Lisboa) e Lígia (Fernanda Vasconcellos), Maria investe em um novo negócio: um clube de bossa nova que promete abalar as noites cariocas e os costumes machistas da época.


Sintonia (Netflix)

 

A série é uma produção do Kondzilla, conhecido produtor musical que possui o maior canal de música do mundo e o maior canal do Youtube brasileiro, com mais de 55 milhões de inscritos.

 

Sintonia conta a trajetória de três personagens, moradores de uma favela em São Paulo, que buscam melhorar suas vidas para fugirem da situação em que se encontram. Doni, Nando e Rita buscam caminhos diferentes para seus objetivos. A música, a religião e o tráfico de drogas.

 

A série também traz alguns cantores de funk conhecidos do grande público e tenta mostrar um pouco sobre como funciona o mercado musical do funk no Brasil.

 

3% (Netflix)

 

A primeira produção original brasileira para a Netflix. A série já possui três temporadas disponíveis na plataforma, e a 4ª e última temporada já está em produção.

 

3% é um suspense futurista sobre uma sociedade dividida entre progresso e devastação. A história acompanha jovens que estão do lado desfavorecido e querem tentar a sorte de uma vida melhor do outro lado. Mas para isso, eles precisam passar por um processo de seleção — e nesse processo, só 3% conseguem ser aprovados.

 

Irmandade (Netflix)

 

Com oito episódios, a série brasileira Irmandade se passa nos anos 90, quando uma advogada descobre que o irmão desaparecido há anos está preso, acusado de liderar uma facção criminosa. Com isso, a polícia a obriga a trabalhar como informante. Entretanto, ela começa a questionar a lei e a justiça após conhecer um pouco mais sobre a facção.

 

Mesmo com uma temática considerada clichê entre as produções brasileiras, Irmandade consegue se destacar abordando assuntos que fazem parte da realidade do país de uma forma além do senso comum. Narrada pela perspectiva de Cristina (Naruna Costa), a série aposta no protagonismo feminino para descrever os momentos.

 

Além disso, Irmandade também traz fortes críticas ao sistema prisional brasileiro e ao encarceramento em massa, relatando o cotidiano dos encarcerados e chamando atenção para a questão dos direitos humanos dentro desse espaço.

 

Ninguém Tá Olhando (Netflix)

 

A série de comédia conta a história de Ulisses, um Angelus que trabalha no 5511º Distrito Angelus. Os Angelus são seres — anjos — que trabalham para manter os humanos em segurança.

 

Existem algumas regras para que o trabalho seja feito. Por exemplo, um angelus nunca deve aparecer para um humano. No entanto, Ulisses não está disposto a seguir as regras para conseguir executar o seu trabalho de proteger os humanos.

 

A série tem Victor Lamoglia, Augusto Madeira, Kéfera Buchmann, Julia Rabelo, Leandro Ramos e Projota no elenco.

 

Confira abaixo as indicações de filmes:

 

Bacurau (Telecine Play)

 

Sucesso nos cinemas brasileiros, Bacurau (2019) se passa no sertão do país, em uma comunidade que não aparece mais em nenhum mapa. Aos poucos, os moradores percebem diversos acontecimentos estranhos e descobrem que estão sendo atacados por um inimigo desconhecido.

 

Com direção de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, a série traz para o cinema brasileiro uma perspectiva nordestina de produção dos gêneros drama, terror, fantasia e ficção científica.

 

O som ao redor (Netflix)

 

A vida dos residentes de uma rua de classe média de Recife toma um rumo inesperado quando uma empresa de segurança particular é contratada para trazer paz aos moradores. Para alguns deles, a presença dos guardas cria mais tensão do que alívio.

 

Hoje eu quero voltar sozinho (Netflix)

 

Leonardo (Ghilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.

 

Como nossos pais (Netflix)

 

Rosa (Maria Ribeiro), 38 anos, é uma mulher que se encontra em uma fase peculiar de sua vida, marcada por conflitos pessoais e geracionais: ao mesmo tempo em que precisa desenvolver sua habilidade como mãe de suas filhas, manter seus sonhos, seus objetivos profissionais e enfrentar as dificuldades do casamento, Rosa também continua sendo filha de sua mãe, Clarice (Clarisse Abujamra), com quem possui uma relação cheia de conflitos.

 

Vendo ou alugo (Netflix)

 

Maria Alice (Marieta Severo) vive com a mãe (Nathália Timberg), a filha (Sílvia Buarque) e a neta (Beatriz Morgana) em um casarão no Leme, bem na entrada de uma favela. Para sobreviver Maria Alice faz os mais diversos bicos, mesmo que eles passem longe da legalidade, mas ela sabe que o único meio de resolver seus problemas é vendendo a casa. O problema é que ninguém quer comprá-la, devido à proximidade com o morro. Um dia, Maria encontra uma amiga que diz que seu filho, Júlio (Pedro Monteiro), está trabalhando como corretor de imóveis e tem um estrangeiro louco para comprar um imóvel na cidade. Maria pede que ele o leve à sua casa e, esperançosa que a venda enfim aconteça, passa a organizar tudo para agradar o possível cliente.

 

O homem do futuro

 

João/Zero (Wagner Moura) é um cientista genial, mas infeliz porque há 20 anos foi humilhado publicamente durante uma festa e perdeu Helena (Alinne Moraes), uma antiga e eterna paixão. Certo dia, uma experiência com um de seus inventos permite que ele faça uma viagem no tempo, retornando para aquela época e podendo interferir no seu destino. Mas quando ele retorna, descobre que sua vida mudou totalmente e agora precisa encontrar um jeito de mudar essa história, nem que para isso tenha que voltar novamente ao passado. Será que ele conseguirá acertar as coisas?

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Roça Sound
Publicidade
Estácio
BAHIA AQUI É TRABALHO
Live Mercante
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas