Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Política

todas as notíciasseta

PL que proíbe acender fogueira será analisado

Se for aprovada, a multa para quem descumprir a lei será de R$ 200


02/06/2020 às 03:32h

PL que proíbe acender fogueira será analisado
Crédito: Reprodução

Com a chegada do mês de junho, as tradições do mês festivo podem aumentar os riscos de contrair o novo coronavírus. Conforme os especialistas, a dificuldade respiratória provocada pela fumaça pode funcionar como uma porta de entrada para diversas infecções, inclusive para o coronavírus, foi um argumento usado pelo vereador Isaías de Diogo (MDB) que informou em tribuna na Câmara Municipal que dará entrada em um Projeto de Lei que visa a proibição de queima de fogos de artifício e o acendimento de fogueiras em Feira de Santana, durante a pandemia.


“Parabenizo a Casa pelo comprometimento que tem adotado para com a sociedade durante esta pandemia. Dei entrada no Projeto de Lei nº 47/2020, que visa estabelecer a proibição do acendimento de fogueiras e a queima de fogos de artifício durante a pandemia, por entender que a fumaça piora o estado de saúde daqueles que foram contaminados pelo coronavírus. Vale ressaltar que, um dos sintomas da Covid-19 é a falta de ar. Entendo que não podemos contribuir com a mortalidade por Covid-19 na nossa cidade”, anunciou Isaías.


O parlamentar também pontuou uma medida para que a lei seja cumprida. “O descumprimento desta Lei acarretará em multa no valor de R$ 200 aplicada diretamente a cada pessoa envolvida no ato ou os responsáveis legais, no caso de crianças ou adolescentes envolvidos. As secretarias de Saúde e Meio Ambiente, com o devido apoio da Guarda Municipal, serão as responsáveis pela fiscalização, notificação e multa”, explicou.


Isaías concluiu o discurso afirmando que mesmo que alguns colegas vereadores estejam preocupados com discursos políticos, é importante lembrar a importância do PL diante da realidade enfrentada por Feira de Santana. “É importante lembrar que ainda não temos hospital de campanha para receber os infectados. Precisamos ajudar a população. Ouvi muitas reclamações em relação à fumaça, principalmente nas proximidades das policlínicas”, argumentou.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

BAHIA AQUI É TRABALHO

TVGeral

Live Roça Sound
Publicidade
Estácio
BAHIA AQUI É TRABALHO
Live Mercante
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas