Feira de Santana
+30...+30° C
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Esportes

todas as notíciasseta

Morre aos 79 anos, Rildo, ex-lateral da Seleção Brasileira

Parte da Seleção que disputou a Copa do Mundo em 1966, ídolo do Santos nos deixou aos 79 anos


17/05/2021 às 10:42h

Morre aos 79 anos, Rildo, ex-lateral da Seleção Brasileira
Créditos: Centro de Memória do Santos FC

Rildo, ex-lateral da Seleção Brasileira e de grandes clubes do nosso futebol, como Santos e Botafogo. Faleceu aos 79 anos de idade, na noite do último domingo (16), nos Estados Unidos.

 

Um dos principais laterais de sua geração, Rildo defendeu a Seleção Brasileira de 1963 a 1969. Sua estreia foi diante do Racing Paris, da França, em maio de 1963. Naquele mesmo ano, conquistou a Copa Roca, curiosamente, seu segundo título pela Seleção. No ano anterior, mesmo sem entrar em campo, Rildo fez parte do elenco que venceu a Taça Oswaldo Cruz. Além desses dois títulos, ele também foi campeão da Copa Rio Branco e da Taça Oswaldo Cruz, mais uma vez, em 1968.

 

Ao todo, foram 49 jogos com a camisa da Seleção Brasileira, com 35 vitórias, quatro empates e dez derrotas. Seu único gol com a Amarelinha veio justamente em um dos momentos mais importantes de sua trajetória. O lateral esteve no grupo que viajou até a Inglaterra para defender o bicampeonato mundial na Copa do Mundo de 1966.

 

Foi dele o único gol brasileiro na derrota por 3 a 1 para a lendária Seleção Portuguesa de Eusébio, que acabaria encerrando a participação do Brasil naquela Copa do Mundo. Aos 73 minutos de jogo, Rildo dominou a bola na entrada da área e bateu forte e rasteiro, sem chances para o goleiro.

 

Após o Mundial, Rildo seguiu atuando pela Seleção Brasileira e foi peça-chave nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 1970. O lateral esteve em campo em todas as seis vitórias da campanha que garantiu a vaga do Brasil no Mundial do México. Aquela Seleção é, até hoje, a única a ter 100% de aproveitamento tanto nas Eliminatórias quanto na própria Copa do Mundo.

 

O lateral, no entanto, acabou ficando de fora da lista final de Mario Jorge Lobo Zagallo para a Copa. Sua última partida com a camisa da Seleção Brasileira foi em setembro de 1969, em um amistoso com o Atlético-MG no Mineirão, marcado justamente para celebrar a classificação do Brasil à Copa do Mundo de 1970.

 

Ao longo de sua carreira, Rildo, que foi revelado pelo Íbis, defendeu grandes clubes do futebol brasileiro, como Sport, Botafogo e Santos. Pelo Glorioso, foi bicampeão estadual e do Torneio Rio-São Paulo. Com a camisa do Peixe, além de três títulos do Campeonato Paulista e outros torneios internacionais, foi campeão brasileiro em 1968.

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

Gov Bahia

TVGeral

Live da Esperança. Comandada pelo Frei Mário Sérgio
Publicidade
Gov Bahia
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas