Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Ciência e Tecnologia

todas as notíciasseta


Estudantes desenvolvem plataforma de pagamento

A startup chamada Bpago tem o objetivo de democratizar o acesso aos meios de pagamento, priorizando a geração de boletos bancários de forma on-line


09/06/2019 às 10:45h

Estudantes desenvolvem plataforma de pagamento
Crédito: Divulgação

Visando expandir um novo tipo de mercado, estudantes e ex-alunos da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) desenvolveram uma plataforma de pagamento para pequenas empresas. Apesar de ter pouco tempo no mercado, a Bpago já conta com mais de 400 usuários cadastrados e movimentou mais de R$ 1 milhão em boletos gerados.


A startup chamada Bpago tem o objetivo de democratizar o acesso aos meios de pagamento, priorizando a geração de boletos bancários de forma on-line, sem burocracia e com custo fixo baixo, o que torna a empresa bastante competitiva no cenário nacional. Segundo o fundador do Bpago, Paulo Roberto Nascimento de Seabra Freitas, a ideia surgiu através da necessidade de mercado de facilitar o acesso a informação.


“Atuo há muito tempo nessa parte de cobrança, de pagamento. Percebemos que existe um público que não tem acesso a ferramentas e tecnologias mais modernas em serviços financeiros, por ser complexo, caro. Daí, decidimos ajudar as pessoas a receberem o que elas recebem, em vez de usar uma caderneta ou vender numa nota promissória, criamos o Bpago, o transformando numa plataforma que substitui todas essas maneiras informais de cobrança e recebimento numa tecnologia que grandes empresas já utilizam, mas de uma forma mais acessível”, conta.


Paulo diz que a grande novidade do serviço é a facilidade que eles trazem. “Vamos facilitar para que a pessoa receba. Não temos tarífas ocultas, nem a porcentagem dos cartões, apenas as fixas e isso é uma vantagem, principalmente, para quem está começando. Aqui só é cobrado se o valor for liquidado, ou seja, se o cliente receber”, comenta.


Para fazer parte do serviço, que já possui mais de 400 usuários movimentando mais de 1 milhão de reais, não é necessária comprovação de renda, nem instalação de aplicativos. “Por ser uma plataforma online, quem tem internet pode usar a plataforma. Não precisa instalar aplicativo, ele funciona no celular mesmo sem instalar o aplicativo. Hoje, temos mais de 400 usuários cadastrados de diversos segmentos. O objetivo é democratizar os serviços de cobranças, os meios de pagamentos. De uma forma bem simples, com três etapas, no máximo, a pessoa já estará apta a emitir o seu boleto online”, explica o fundador.


O responsável pelo suporte, atendimento ao cliente e tecnologia da Bpago, Jadson Firmo, conta que o contato com os clientes em Feira de Santana foi fácil e a aceitação positiva. “Nosso relacionamento com os clientes é bem amigável. Geralmente, eles entram em contato procurando saber e conhecer o sistema, porque é uma tecnologia que está beneficiando muitos microempreendedores, muitas pessoas do mercado informal. O que eles tentam saber é sobre a confiabilidade da plataforma, se podem participar sem cobranças extras, e ao final do atendimento, eles acabam ganhando muito”, diz.


Sobre o estranhamento com o novo tipo de serviço, Jadson conta que não percebeu. “Esse é um método para melhorar a vida dos empreendedores, então a aceitação foi tranquila. Geralmente eles fazem um teste, emitindo um boleto com um valor baixo para poder ter a certeza da garantia do serviço, para ver se funciona e para não correr riscos”, fala o técnico.


Para a usuária do serviço, Juliana Carneiro da Silva Almeida, que é artesã - trabalhando com laços, nesse segmento de enfeites para cabelo em geral - a inserção foi muito positiva para ela. “É vantagem, porque eu também trabalho com atacado. Fica mais fácil de gerar boleto, pois nesse modelo de compra, dificilmente as pessoas utilizam o cartão de crédito. Então, entrego a mercadoria e tenho a oportunidade de fazer o parcelamento por meio do boleto. É mais segurança para mim, tenho a certeza que vou receber. O boleto me dá essa segurança pelo fato de que, no caso de não pagamento, a negatividade é gerada para o nome do cliente”, explica.


Ela chegou ao Bpago através de algumas clientes que já pediam essa forma de pagamento, pois não ocupava limite no cartão. Juliana conta que ficou mais fácil, pois muitas vezes o cliente não tinha tem cartão ou limite disponível para compra. “É uma boa forma de parcelamento, sem ocupar limite de cartão. Cheguei a pesquisar alguns, conheci o Bpago e me cadastrei para dar início a esse trabalho. Isso foi no final de 2018”, conclui. 

FONTE: Da Redação
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Novinhas x Master - Desafio de Gerações AO VIVO - TvGeral.com.br
Publicidade
Vilage
Santana
Elo Engenharia
PMFS Arraia
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas