Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Esportes

todas as notíciasseta

Cabo da PM sagra-se campeão de fisiculturismo no Equador

O para-atleta superou resultados de um acidente que o deixou paraplégico, virou campeão e representará novamente o Brasil no Mundial, na Espanha, em dezembro de 2019


11/09/2019 às 05:44h

Cabo da PM sagra-se campeão de fisiculturismo no Equador
Crédito: Divulgação

O cabo Carlos Alberto Moreira de Freitas Júnior, integrante da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/ Feira de Santana), conquistou a medalha de ouro no Campeonato Sul-Americano de Fisiculturismo, no Equador. O para-atleta superou resultados de um acidente que o deixou paraplégico, virou campeão e representará novamente o Brasil no Mundial, na Espanha, em dezembro de 2019.


Moreira é o primeiro policial militar cadeirante na ativa da história da Polícia Militar e foi tricampeão baiano e brasileiro, campeão Arnold Classic Brasil e medalhista de prata do Sul-Americano da Argentina, em 2017.


Ingresso na PM como soldado, o cabo iniciou suas atividades funcionais trabalhando em Rádio Patrulhamento Operacional e sempre teve uma vida esportiva ativa. Em dezembro de 2007, sofreu um grave acidente de carro onde perdeu seu único irmão e um amigo.


Após cinco dias do incidente, ainda na UTI, acordou e soube das mortes do irmão, do amigo e do seu estado paraplégico. “Com sete meses depois do acidente fui internado no Hospital Sarah, em Salvador, para reabilitação, e lá conheci vários esportes adaptados”, relatou Moreira, acrescentando que logo voltou a praticar a musculação e com o passar do tempo percebeu uma melhora na qualidade de vida, através do esporte, associado à fisioterapia.


Desafios


Em 2014, a convite da Confederação Internacional de Fisiculturismo e Fitness (IFBB), Moreira participou do seu primeiro Campeonato Baiano d foi aplaudido de pé em reconhecimento ao seu trabalho e sua luta.


“Todo esse apoio me deixou mais apaixonado pelo esporte, e então decidi que é isso que quero pra minha vida”, enfatizou Moreira. O atleta ressaltou que o fisiculturismo é uma luz que faz com que ele siga em frente carregando a bandeira de que a cadeira de rodas não limita e apenas leva onde desejar ir.


Em busca de patrocínio para arcar com despesas, como aquisição de materiais, viagens, hospedagens e alimentação, o para-atleta teve ajuda de custo da Polícia Militar para competir no exterior. “Ajudamos a comprar a passagem de avião para ele”, destacou o comandante da 64ª CIPM, major Garcia. 

REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Venha viver essa experiência! Quem corre é + feliz!
Publicidade
Bahia Aqui é Trabalho 1019
Academia First
Vilage
Cruzeiro do Sul
Elo Engenharia
PMFS Outubro Rosa 2019
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas