Feira de Santana
+30...+30° C
Dólar:   R$ 4,146
Euro:   R$ 4,841
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Feeds

Geral

todas as notíciasseta

Acarajé doce com goiabada divide opiniões na Bahia

A dona da inovação é a microempreendedora Daniele Paiva


14/09/2019 às 02:39h

Acarajé doce com goiabada divide opiniões na Bahia
Crédito: Reprodução

Uma vendedora de Feira de Santana, criou uma receita de acarajé doce. A massa tradicional, que é preparada com feijão fradinho, passou a levar goiabada e açúcar. A dona da inovação é a microempreendedora Daniele Paiva.


A reportagem da TV Subaé, ela contou como tudo começou: “Sobrou uns bolinhos fritos [de acarajé] e o pessoal já tinha enjoado de comer o tradicional. Tive a ideia de colocar uma goiabada que tinha em casa, passei açúcar e deu certo”.


Entretanto, a criação, que está há um mês sendo vendida no bairro Sobradinho, dividiu opiniões entre o público. “Eu acho que não combina e o nome não deveria ser acarajé, até porque é uma receita tombada e tem toda uma história na religião”, disse a administradora Milena Rhumas.


“Eu acho estranho, não pode chamar de acarajé, mas tudo evolui e é uma boa inovação, quem sabe dá certo”, disse a estudante Natalia Mirante.


O bolinho que tradicionalmente é feito com feijão fradinho, cebola e sal, foi tombado como patrimônio cultural imaterial em 2004 pelo Instituto Federal da Amazônia (IFAM). Rita Santos, presidente da Associação Nacional de Baianas de Acarajé (ABAM), é contra a inovação e contou que há uma certidão dada pelo IFAM que consta como a receita tradicional é feita. Segundo Rita, mudar a forma de fazer é não valorizar a história. “A gente tem que guardar nossa história, tem que preservar e cuidar, principalmente quem é baiano”, explicou Rita.


Mesmo com as opiniões divididas, a microempreendedora explicou que a mudança na receita foi uma releitura da original. “Eu acho que é uma releitura de um prato típico que, na verdade, é o carro chefe daqui. Mas, hoje, para se recolocar no mercado, a gente tem que inovar um pouco para trazer um público novo. É só uma reinvenção mesmo, mas com todo respeito à nossa tradição”, contou Daniele.

FONTE: Com informações do G1 | BA
REPORTAR ERROREPORTAR ERRO

TVGeral

Venha viver essa experiência! Quem corre é + feliz!
Publicidade
Cruzeiro do Sul
Academia First
Vilage
Bahia Aqui é Trabalho 1019
Elo Engenharia
PMFS Outubro Rosa 2019
First
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia
Ornamentação e Decoração de Festas