Edir Macedo é alvo de notícia-crime após comparar LGBTs a bandidos na TV

BrasilBispo da IURD

Edir Macedo é alvo de notícia-crime após comparar LGBTs a bandidos na TV

Aliança Nacional LGBT+ aponta prática de homofobia por parte do líder religioso 

Crédito: Divulgação

A Aliança Nacional LGBT+ protocolou uma notícia-crime contra o bispo Edir Macedo, pela prática de homofobia, após ele comparar os homossexuais a criminosos em rede nacional de TV, na véspera do Natal.

"Você não nasceu mau. Ninguém nasce mau. Ninguém nasce ladrão, ninguém nasce bandido, ninguém nasce homossexual ou lésbica… Ninguém nasce mau, todo mundo nasce perfeito com a sua inocência, porém, o mundo faz das pessoas aquilo que elas são quando elas aderem ao mundo", disse o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, na TV Record, emissora de sua propriedade, no último sábado (24).

Segundo informações do site Congresso em Foco, a representação jurídica do movimento social aponta que o líder religioso violou duas decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), que enquadram atos homofóbicos no crime de racismo.

"É especialmente perverso usar um dos maiores canais de TV do país, em horário nobre, durante uma das principais datas comemorativas do país, para propagar o ódio", disse Amanda Souto, coordenadora jurídica da aliança.

O presidente da Aliança Nacional LGBT+, Toni Reis, por sua vez, afirmou que "comparar homossexualidade a ser bandido é um discurso de ódio". "Não podemos tolerar isso. Que Macedo responda na forma da lei", defendeu.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 03 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/