Homem que teve pênis amputado por esposa processa hospitais por vazamento de fotos

BrasilIndenização

Homem que teve pênis amputado por esposa processa hospitais por vazamento de fotos

Valor equerido pelo frentista é de R$ 500 mil por violação de sigilo médico e danos morais

Crédito: Reprodução/Crime S/A

O frentista Gilberto Nogueira de Oliveira, que teve o pênis amputado pela esposa, pede indenização de R$ 500 mil por violação de sigilo médico e danos morais. É o que revela a coluna True Crime, do O Globo.

A ação movida pelo trabalhador contra a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Cerejeiras e o Hospital Universitário São Francisco Paulista é devido ao vazamento de imagens do ferimento.

O caso ocorreu em 22 de dezembro em Atibaia, interior de São Paulo. Na época, a esposa de Gilberto, Daiane dos Santos Nogueira, cortou o pênis do companheiro com uma navalha após descobrir uma suposta traição do marido com a própria sobrinha de 15 anos.

A vítima procurou atendimento médico e, de acordo com relatos, teve o ferimento fotografado por médicos e enfermeiros. Gilberto considera os profissionais de saúde os responsáveis por compartilhar as imagens que viralizam nas redes sociais.

As primeiras fotografias do pênis amputado a circular na internet foram tiradas por Daiane. A mulher enviou as imagens no grupo da família e de moradores da cidade de Atibaia.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 18 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/