Pastor Valdemiro perde canal de TV por falta de pagamento

BrasilEm falência

Pastor Valdemiro perde canal de TV por falta de pagamento

Igreja Mundial do Poder de Deus não ocupa mais o canal 32 e passa por grave crise financeira 

Crédito: Divulgação

A Igreja Mundial do Poder de Deus, liderada pelo pastor Valdemiro Santiago, não ocupa mais o horário das 22h na programação do canal 32, de São Paulo, por causa de uma grave crise da instituição religiosa.

A frequência já abrigou a MTV Brasil (1990-2013) e a Loading (2020-2021). Nas transmissões da web e na rádio, pastores têm admitido as dificuldades de pagar as dívidas.

"Nos ajude a retomar o canal que estávamos e nos reconstruir", disse o bispo Anderson Araújo, na manhã desta terça-feira, 14.

Neste domingo (12) aconteceu a última transmissão da Igreja. Deste então, a emissora, que pertence ao grupo Spring, reprisa sem pausas o programa jornalístico 'De Olho no Mundo', um conteúdo de agências internacionais e que existe apenas para cumprir a lei que obriga todos os canais abertos a terem uma hora e meia diária de jornalismo.

De acordo com o Notícias da TV, a saída ainda pode ser revertida. No entanto, as partes precisam chegar a um acordo de pagamento.

Desde 2015, a instituição religiosa não tem mais horários em uma das cinco grandes redes do Brasil, diferente da sua maior concorrente, a Igreja Universal do Reino de Deus, que ampliou presença na Rede TV! e na TV Gazeta, por exemplo.

Antes de ter a programação comprada por Valdemiro, o canal ficou durante um ano ocupado pela Loading, projeto geek pela Spring, o que deu resultados interessantes de audiência, mas teve bastidores conturbados. Contudo, a produção durou apenas seis meses e chegou ao fim depois do término das licenças de desenhos japoneses.

Campanha

A Igreja Mundial do Poder de Deus criou o "carnê da reconstrução". É uma oferta mensal dividida em doze meses, um extra em relação ao tradicional dízimo que os fiéis já desembolsam. O objetivo é levantar dinheiro para pagar as prestações atrasadas e regularizar um retorno à TV.

Recentemente, funcionários da TV IMPD organizaram uma greve de 20 dias por causa do atraso recorrente de salários, não pagamento de parcelas do 13º salário e a falta de depósito do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) por parte da Igreja.

A greve foi finalizada no último dia 11, mas os trabalhadores seguem com a paralisação. No fim de janeiro, Valdemiro fez uma campanha para arrecadar R$ 10 milhões para compensar os pagamentos. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/