Servidores do INSS fazem ‘operação-apagão’ por reajuste salarial

Servidores do INSS fazem ‘operação-apagão’ por reajuste salarial

Produção dos funcionários será reduzida em 20% nas paradas programadas 
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passaram a fazer, neste mês, uma série de paralisações batizadas de "operação-apagão", de acordo com informações do portal InfoMoney.


Segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social no Estado de São Paulo (SINSSP), o estado de greve começou na segunda (17). Estão programados "apagões" sempre às terças, caso de hoje (18), e às quintas-feiras, até o final deste mês ou até a realização de uma nova assembleia. Nas paradas programadas, a produção dos funcionários é reduzida em 20%.

Nesta etapa, a paralisação não afetará diretamente o atendimento nas agências físicas do órgão, afirmou Pedro Totti, presidente do sindicato. Contudo, servidores receberam a orientação para não fazer horas extras, o que pode comprometer o esforço do órgão de zerar as filas de atendimentos.

Reivindicações

A categoria reivindica reajuste salarial e discorda das propostas de reajuste já oferecidas pelo Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos para 2025 e 2026, de 9% e 3,5%, respectivamente.

O governo federal promoveu aumento salarial, de 9%, aos servidores públicos no ano passado e elevou o patamar dos benefícios 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/