Parque Tecnológico da Bahia lança edital para incubação de startups

Ciência e TecnologiaSaiba mais

Parque Tecnológico da Bahia lança edital para incubação de startups

Ao todo, serão selecionadas 10 startups 

Crédito: Eduardo Moody

Na terça-feira (30), a Associação das Empresas do Parque Tecnológico da Bahia (AeptecBa), com o apoio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), lança o EDITAL AEPTECBA 002/2023. Ele tem como objetivo a seleção para processo de incubação de startups na Áity Incubadora do Parque Tecnológico da Bahia. As inscrições ocorrem até o dia 6 de julho.

Podem participar do edital microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas de base tecnológica (EBT), caracterizadas como startups, que atuem preferencialmente nas áreas de Biotecnologia e Saúde, Energia, Engenharia e Tecnologia da Informação e Comunicação. As empresas precisam ter até 10 anos de fundação e endereço em qualquer cidade na Bahia.

Ao todo, serão selecionadas 10 startups. O prazo total para incubação será de dois ciclos, sendo que cada ciclo será de 12 meses (totalizando dois anos). As interessadas deverão inscrever propostas no formulário que está disponível no site, onde também é possível encontrar o edital completo.

As empresas aprovadas no edital receberão consultorias sobre gestão, mercado, inovação, entre outros, e contarão com mentorias individualizadas durante todo o processo de evolução da startup. As contempladas também poderão participar de missões empresariais promovidas pelo Parque Tecnológico.

Durante esses dois anos, as ações de acompanhamento e avaliação de desempenho realizadas pela Áity Incubadora ocorrerão de forma remota, facilitando a participação de empresas do interior do estado. Atividades presenciais opcionais como assessorias, palestras e workshops serão disponibilizadas em um ambiente propício para a busca de oportunidades de negócios, crédito, acesso a mercado, legislação e inovação tecnológica.

As empresas selecionadas também poderão usufruir dos benefícios oferecidos pelo Parque Tecnológico da Bahia. Elas terão preferência nas chamadas de residentes, bem como valores diferenciados na ocupação de espaços e prestação de serviços disponibilizados no Parque.

O resultado preliminar será divulgado dia 13 de julho, no site do Parque Tecnológico da Bahia. Posteriormente à divulgação final, as empresas aprovadas serão convocadas para a assinatura dos termos para dar início à incubação.

A Áity Incubadora visa contribuir na transformação de ideias inovadoras em negócios de sucesso, para a geração de novos produtos, serviços e processos, impulsionando e fortalecendo o desenvolvimento econômico e socioambiental da Bahia.

Sobre o Parque Tecnológico da Bahia

O complexo, que foi inaugurado em 2012 e fica na Avenida Luís Viana (Paralela), tem uma área total de 581.000m², com 25.900 m² de área construída, referente ao edifício central e dinamizador do Parque Tecnológico da Bahia, o Tecnocentro. São mais de 30 empresas e instituições de Ciência, Tecnologia e Inovação na comunidade, além de representações do poder público e sociedade civil.

O equipamento é vinculado ao Governo do Estado e administrado pela Associação das Empresas do Parque Tecnológico da Bahia – AEPTECBA desde novembro de 2020, através de um modelo de autogestão e participação de representantes do setor produtivo, universidades, governo e entidades de classe.

Para conhecer mais sobre o Parque Tecnológico da Bahia, iniciativas e ações desenvolvidas, acesse o site.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 18 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/