Selo de verificado chega ao Gmail para combater fraudes em emails

Ciência e TecnologiaServidor de email

Selo de verificado chega ao Gmail para combater fraudes em emails

Usuários comuns, contudo, não poderão pleitear um selo azul

Crédito: Divulgação

O Google anunciou nesta quarta-feira (3) que vai passar a exibir um selo de verificação azul ao lado do nome de remetentes legítimos. A medida vai ajudar os usuários a identificar spams e criminosos se passando por marcas, disse a empresa em post no blog do Workspace.

Usuários comuns, contudo, não poderão pleitear um selo azul, como nas versões antigas do Twitter.

O recurso é voltado para negócios que já tenham configurado o Bimi (Indicadores de Marca para Identificação de Mensagens, na sigla em inglês).

Para obtê-lo, é necessário que a logo da empresa seja uma marca registrada, o que no Brasil é obtido através do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

O Bimi foi lançado em 2021 pelo Google para que os remetentes só usassem uma logo oficial como foto de perfil quando comprovassem a propriedade da marca, a posse do domínio e usassem autenticação forte. Empresas com essa configuração receberão o selo azul automaticamente.

Na imagem divulgada pelo Google, o ícone é exibido ao lado do nome da empresa remetente. Ao passar o mouse por ele, é exibida a mensagem: "O remetente deste email verificou que é proprietário do domínio e do logo da imagem de perfil".

O Gmail está disponibilizando as marcas de verificação a partir desta quarta-feira (3), e estará visível para todos os usuários em até três dias. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 18 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/