Feira de Santana gerou 96 novos empregos formais em julho, diz Caged

Concurso e EmpregoDados de emprego

Feira de Santana gerou 96 novos empregos formais em julho, diz Caged

O valor é resultado de 3.970 admissões contra 3.400 desligamentos

Crédito: Ivan Fuquini/ Diário do Noroeste

O município de Feira de Santana gerou 96 novos empregos no mês de julho de 2022, segundo dados divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ferramenta da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia. O valor é resultado de 4.040 admissões contra 3.944 desligamentos. Foi o pior desempenho para um mês de 2022.

No acumulado de 2022, no primeiro semestre do ano, foram 31.398 admissões contra 26.888 desligamentos, saldo positivo de 4.510 vagas de emprego geradas em seis meses.

A ferramenta traz dados do emprego formal no Brasil, com registro em Carteira de Trabalho. Até junho, segundo a ferramenta, eram 120.748 trabalhadores feirenses com vínculos celetistas ativos, ou seja, estão trabalhando com CTPS assinada.

Na análise por setor da economia, a Construção registrou saldo positivo, foram 499 admitidos e 394 demitidos, com a geração de 105 postos de trabalho. A Agropecuária, com 31 contratações e 19 demissões, fechou o mês analisado com saldo de 12, Indústria, com 538 admissões e 395 demissões, teve saldo de 143, Comércio, com 1.266 admissões e 1.158 demissões, registrou saldo de 108 postos de trabalho e Serviços, com 1.706 contratações e 1.978 desligamentos, encerrou o mês de abril com saldo de -272.

Com relação as contratações em julho, das 4.040 admissões, 2.508 (62%) foram homens e 1.532 (38%) mulheres. 1.214 (30%) trabalhadores tinham entre 18 a 24 anos e 3.033 (75%) com ensino médio completo. Trabalhadores dos Serviços, Vendedores do Comercio em Lojas e Mercados foi a ocupação que mais admitiu, com 1.078 novos contratados. Segundo o Caged, a média nacional do salário de admissão é R$ 1.926,54. Comparado ao mês anterior, houve acréscimo real de R$ 15,31 no salário médio de admissão.

Sobre as demissões em julho, dos 3.944 desligamentos, 2.179 (55.2%) foram homens e 1.765 (44.75%) mulheres. 1.306 (33.11%) trabalhadores que foram demitidos tinham entre 30 a 39 anos, sendo 2.699 (68.43%) com ensino médio completo. Trabalhador de Serviços Administrativos foi a ocupação com mais demitidos, com 1.052 desligamentos.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 03 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/