Uefs realiza festa junina em celebração pelos 48 anos nesta quarta (19)

Cultura e EventosFestejos Juninos

Uefs realiza festa junina em celebração pelos 48 anos nesta quarta (19)

A programação acontece na área do Auditório Central. 

Foto: Divulgação/ Uefs

Durante todo o ano a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) vai promover atividades comemorativas aos 48 anos de existência. Nesta quarta-feira (19), a partir das 17 horas, um evento reunirá a comunidade universitária para uma apresentação especial da Orquestra Sifônica da Uefs, show da banda ''A cor do Xote'' e apresentação do grupo de dança ''Forró Zero 74''. A programação acontece na área do Auditório Central.

''Faremos um grande evento como valorização da maior riqueza: nossa comunidade! Uma programação recheada de afetos, organizada com muito carinho pra gente confraternizar. Contamos com a presença de todos'', convidou a reitora da Uefs, professora Amali Mussi.

A comissão organizadora informa que comidas típicas serão ofertadas gratuitamente e o público também poderá contar com itens comercializados pela grupo da Feira de Saberes e Sabores.

Apresentação Concerto ''Erguer a voz''

O concerto faz parte de um projeto que tem como finalidade promover a visibilidade de compositoras e intérpretes negras do território brasileiro, ressaltando a importância de valorizar a produção artística feita por mulheres que por muitas vezes são marginalizadas na indústria fonográfica brasileira. O nome se inspirou em um livro da escritora bell hooks intitulado Erguer a voz: pensar como feminista, pensar como negra.

Os critérios para a seleção das músicas foram a partir de marcos musicais - incluindo intérpretes e compositoras - fazendo um apanhado temporal de modo que pudesse conter uma qualidade dentro do limite quantitativo de músicas estipuladas para o concerto. A partir desse norte, foi feita a curadoria dessas artistas, analisando a cronologia (1960 até os dias atuais), nessa linha, o programa traz músicas de Alcione, Elza Soares, IZA, Liniker, Margareth Menezes e outras artistas. 

As canções escolhidas caminham por diversos gêneros musicais como o samba, axé, R & B, soul, trazendo pautas como o racismo estrutural, o enaltecimento da mulher preta na sociedade, afetividade, violências de gênero e raça e conquistas históricas. 

Foto: Divulgação/ Uefs

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 22 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/