Fapesb viabiliza R$ 3 milhões para eventos de ciência e tecnologia na Bahia

EducaçãoEdital Popciências

Fapesb viabiliza R$ 3 milhões para eventos de ciência e tecnologia na Bahia

Popciências tem temática para livre escolha

Crédito: Divulgação/Fapesb

Com foco em tornar o conhecimento científico, tecnológico e de inovação mais acessível a um público diverso e amplo, composto por cidadãos que ainda não necessariamente possuem formação acadêmica ou profissional, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), lançou, na sexta-feira (7), um novo Edital Popciências. 

Desta vez, serão R$ 3 milhões destinados especificamente para apoiar eventos virtuais ou presenciais, cujo principal objetivo é democratizar a participação da população em iniciativas com abordagens científicas, tecnológicas e de inovação.

Nesta edição, o Popciências tem temática para livre escolha. Pesquisadores utilizarão uma linguagem mais criativa e atraente, baseada em recursos didáticos e lúdicos, para tornar o acesso ao conhecimento científico, tecnológico e de inovação mais próximo aos estudantes da rede pública de ensino. Ou seja, criar jogos, revistas em quadrinhos, protótipos, literatura de cordel e maquetes são algumas das muitas possibilidades de ferramentas que poderão ser desenvolvidas por meio do Popciências, a fim de ressignificar o acesso ao conhecimento científico nas escolas.

Para Handerson Leite, diretor Geral da Fapesb, um edital com esse foco era uma demanda da comunidade científica. "Esse é um anseio de pesquisadores e que havíamos assumido o compromisso de lançar. Apoiar essa forma de divulgação científica é muito importante para a popularização da ciência em nosso estado", reforça.

De acordo com a diretora de Ciência e Inovação da Fapesb, Ana Paula Uetanabaro, esse edital fomenta a aproximação das ciências, tecnologias e inovações com a sociedade. "Estamos encorajando os organizadores a utilizarem nesse edital abordagens didáticas e lúdicas para que a informação seja acessível a um público amplo e diversificado, especialmente estudantes da rede pública e todos os cidadãos".

Submissão

As propostas submetidas serão classificadas em duas faixas para financiamento: a primeira com o proponente devendo ser vinculado à Instituição de Ensino Superior (IES) ou Instituição Científico-Tecnológica (ICT), pública ou privada sem fins lucrativos, em parceria obrigatória com, pelo menos, uma escola pública das redes municipal ou estadual de ensino. Nesse caso, a depender do evento, a proposta contemplada poderá receber até R$ 50 mil. Já na segunda faixa, a vinculação deve ser à escola pública (municipal ou estadual) ou escola privada sem fins lucrativos, em parceria facultativa com IES, ICT, Organização Não-Governamental (ONG), empresas ou outras escolas públicas ou privadas. O teto, nesse caso, é de R$ 15 mil a depender do evento.

De acordo com o Edital, é recomendado que os eventos do Popciências possuam ainda um caráter interdisciplinar. Além disso, os que serão realizados no ambiente virtual deverão estimular a participação ativa do público nas atividades e as discussões sobre temas científicos, tecnológicos e de inovação relacionados à sua realidade. O novo edital já se encontra disponível no site da Fundação. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/