​Grupo de pesquisa feirense é indicado para prêmio internacional

EducaçãoDestaque

​Grupo de pesquisa feirense é indicado para prêmio internacional

A pesquisa foi coordenada por Dr. Isaac Suzart 

Crédito: Divulgação
Uma pesquisa que investigou a relação entre a periodontite, doença bucal e o infarto agudo do miocárdio, doença cardiovascular, começou em Feira de Santana, no grupo de pesquisa de Projeto de Extensão em Periodontia coordenado pelo cirurgião dentista Dr. Isaac Suzart (foto) ganhou reconhecimento mundial e está concorrendo agora a um prêmio internacional, o Word Perio Research Award (Prêmio Mundial de Pesquisa Periodontal), que é promovido pela instituição europeia Sunstar Foundation.

A pesquisa foi coordenada por Dr. Isaac e investigou a relação entre a periodontite, uma doença bucal e o infarto agudo do miocárdio, uma doença cardiovascular. "A periodontite é uma enfermidade periodicamente frequente na população brasileira e mundial, que se inicia com o acúmulo de bactérias sobre o dente, provocando o desenvolvimento de inflamação na gengiva, que fica vermelha, aumenta o volume, inchando, pode sangrar durante a higiene bucal com o uso da escova e fio dental, a gravidade varia e a inflamação pode atingir outros órgãos ou organismos do corpo humano por meio da corrente sanguínea. Já o infarto agudo é uma doença cardiovascular que dentre os fatores de risco comum estão aqueles que se originam de processos inflamatórios em outras partes do organismo", explicou.

"A pesquisa foi realizada em dois hospitais em Salvador, Santa Isabel e Ana Nery, com indivíduos que buscaram atendimento e tiveram o 1º diagnóstico de inflamação aguda do miocárdio, conseguiu demonstrar que os indivíduos que tiveram a periodontite com o quadro moderado, sem tratamento tinham duas vezes mais chances de um eventual de infarto agudo do miocárdio, já os que tinha periodontite grave, a chance de ter esse tipo de infarto dobrou, foi a quatro vezes mais", afirmou o coordenador.

Ainda de acordo com Dr. Isaac, tanto a periodontite quanto o infarto agudo do miocárdio são importantes problemas da saúde pública. "Na última década, as doenças cardiovasculares tornaram-se uma das principais causas de mortalidade em todo mudo, representando 31% de todas as mortes globais em 2016. Mais de 3/4 de todas as mortes por doenças cardiovasculares ocorrem em países de baixa e média renda, no Brasil, as doenças cardiovasculares continuam sendo a principal causa de morte, respondendo por cerca de 27% de todos os óbitos, isso em 2017. Desses óbitos, cerca de 26% foram atribuídos ao infarto agudo do miocárdio. A periodontite por sua vez, a carga global permanece elevada, e as tendências são de aumentar devido ao envelhecimento da população, melhor retenção de dentes e maior exposição da população a fatores de risco em maneira geral, aumentando o risco entre a condição bucal desfavorável e doenças sistêmicas como o infarto agudo do miocárdio", explicou o pesquisador.

A equipe que participou da pesquisa foi multidisciplinar e de acordo com Dr. Isaac, foi de suma importância para o processo. "Para nós, os envolvidos com essa pesquisa, é uma alegria muito grande, pois é o reconhecimento de um trabalho contínuo, de qualidade, parceria e responsabilidade, representando a contribuição da ciência para a sociedade. A nossa equipe de professores desenvolveu pesquisas em uma instituição de ensino superior estadual localizada em uma cidade do interior da Bahia, que faz parte da região nordeste, fator que não são os mais facilitadores para esse trabalho em nível mundial, mas conseguimos.

As instituições de ensino superior e professores envolvidos são muitos, a UEFS por meio do departamento de saúde e núcleo de participação integrado e investimento multidisciplinar; a UFBA por meio do instituto de saúde coletiva, na coordenação de professores, o Dr. Maurício Lima Barreto e uma played de profissionais da área de saúde, dentistas, médicos, enfermeiros, psicólogos, estudantes de odontologia e medicina, compondo uma equipe multidisciplinar da qual a temática requer. Inicialmente ser selecionado para concorrer a um prêmio mundial na área da pesquisa em periodontia que relaciona a importância do bom controle da condição bucal e seus reflexos para saúde de todo o organismo humano é muito relevante", finalizou.
 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/