Inscrições do Mais Futuro são prorrogadas até dia 11 de maio

EducaçãoPrograma estadual

Inscrições do Mais Futuro são prorrogadas até dia 11 de maio

Só na Universidade do Estado da Bahia, a política já alcança 1.700 inscritos 

Crédito: Divulgação

As inscrições do programa Mais Futuro foram prorrogadas até o dia 11 de maio. A iniciativa disponibiliza auxílio permanência para estudantes matriculados em cursos de graduação presencial em universidades estaduais da Bahia, desde que não tenham concluído outro curso de nível superior e registrados em situação de vulnerabilidade socioeconômica comprovada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

"Este é um programa que garante a permanência dos estudantes no ensino superior. Atende estudantes com vulnerabilidade social que estudam em uma das quatro universidades estaduais na Bahia, como a Uneb, Uesc, Uesb e Uefs", explica o professor Marcius Gomes, coordenador de Programas Estratégicos da Secretaria da Educação do Estado (SEC).

Só na Universidade do Estado da Bahia, a política já alcança 1.700 inscritos. Para a professora Adriana Lima, reitora da instituição, a relevância está em gerar segurança financeira. "Para estudar hoje é preciso pensar no transporte, alimentação, moradia, conectividade, agregado às oportunidades de participação em esportes, desenvolvimento de artes e atendimento biopsicossocial. Afirmo que o Mais Futuro é um passo importante embora, ainda há muito a ser pensado, planejado e implementado enquanto política de permanência estudantil", finaliza a reitora.

Benefícios

Estudante do curso de história no campus de Jacobina da Uneb, Luciana Jesus Pereira, 24 anos, afirma ter tido a oportunidade de representar sua comunidade em que muitos dos seus iguais ainda não acessaram. "Os indígenas e quilombolas são invisíveis para o governo. A gente tem sonhos, porém encontramos barreiras. Ainda faltam políticas públicas para essas pessoas, então, com o Mais Futuro, podemos ter a segurança de terminar o curso", opina ela que é da comunidade quilombola de Coqueiros, no município de Mirangaba.

Os estudantes deverão identificar um dos perfis na inscrição: 1) Básico - estudantes em município localizado até 100 km do campus de matrícula e frequência do curso– auxílio de R$ 300; 2) Moradia- estudantes em município a distância superior a 100km do campus e que mudou de domicílio para frequentar o curso– auxílio de R$ 600; 3) Complementar: estudantes beneficiários de auxílio estabelecido por atos normativos de instituições de ensino superior ou entes federativos diversos que atendam aos critérios estabelecidos pelos perfis Básico e Moradia, sendo o auxílio variável e limitado aos valores estabelecidos.

Entre os documentos exigidos estão: RG ou documento oficial com foto; CPF; Folha Resumo do registro, individual ou familiar, atualizado no CadÚnico, que deverá estar carimbada e assinada pelo órgão responsável e, na ausência de carimbo, o servidor responsável deverá registrar o número da matrícula funcional e assinar; Comprovante de matrícula; Comprovante de residência; e Declaração de inexistência de vínculo empregatício e de não estar cursando e nem ter concluído outro curso superior.

É de responsabilidade do estudante o acompanhamento do processo no sistema pelo site.

Com informações do A Tarde Online.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 02 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/