Parcela de julho do Bolsa Presença disponível para famílias de estudantes

EducaçãoRede estadual

Parcela de julho do Bolsa Presença disponível para famílias de estudantes

São R$ 150 de crédito, acrescidos de R$ 50, a partir do segundo filho matriculado

Crédito: Emerson Santos/SECBA

Neste mês de julho, famílias dos estudantes da rede estadual de ensino em condições de vulnerabilidade socioeconômica e que estão cadastradas no CadÚnico vão receber R$ 52,3 milhões pelo Programa Bolsa Presença. São R$ 150 de crédito para cada família, acrescidos de R$ 50, a partir do segundo filho matriculado. Todos devem ter frequência regular na escola. O objetivo do Governo do Estado é assegurar que os estudantes permaneçam em sala de aula.

Para 2023, estão sendo destinados R$ 700 milhões de recursos próprios do Estado para o Bolsa Presença e a previsão é de atender cerca de 372 mil famílias e 422 mil estudantes. Neste mês, serão transferidos créditos para 335 mil famílias, abrangendo 376 mil estudantes aptos para o pagamento.

"O programa é uma importante contribuição para reverter os efeitos econômicos e sociais ainda evidentes da pandemia e se soma com a estratégia do Governo do Estado em relação ao Programa Bahia Sem Fome", explica o superintendente de Gestão da Informação Educacional da SEC, Rainer Guimarães, se referindo também à campanha em curso que visa promover a segurança alimentar e nutricional das pessoas em situação de vulnerabilidade social, garantindo o acesso a alimentos com qualidade e na quantidade necessária. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 13 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/