Plantão Integrado de Direitos Humanos intervém em 19 casos de violações

CarnavalPrimeiro dia de Carnaval

Plantão Integrado de Direitos Humanos intervém em 19 casos de violações

Maioria dos casos reportados envolviam crianças e adolescentes

Crédito: Divulgação

No primeiro dia de Carnaval em Salvador, quinta-feira (8), o Plantão Integrado de Direitos Humanos em Festas Populares, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado da Bahia (SJDH) notificou 19 casos de violações de direitos, entre os quais 14 envolviam crianças e adolescentes. O posto de apoio, localizado no Porto da Barra, recebeu 12 crianças, cujos familiares vivem em situação de extrema vulnerabilidade econômica e precisam trabalhar no Carnaval. 

A equipe de atendimento local notificou o Conselho Tutelar da região, que realizou o acolhimento das crianças. Dois casos de trabalho infantil, cujas vítimas são adolescentes, estão sendo acompanhados pela Superintendência Regional do Trabalho, que também integra o Plantão Integrado.

Famílias empobrecidas, cujos integrantes têm o trabalho no Carnaval como fonte de renda, como catadores de materiais recicláveis, e mesmo no trabalho ambulante, encontraram no Plantão Integrado de Proteção uma via de garantir acolhimento seguro para as crianças. A pauta da infância e adolescência tem sido acompanhada ainda com visitas diárias tanto na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Contra Criança e o Adolescente (Derca), quanto na Delegacia de Atendimento ao Adolescente Infrator (Dai), ambas integradas ao Plantão.

A unidade da Barra recebeu também a denúncia de um caso de trabalho análogo à escravidão sofrido por duas mulheres lésbicas. A partir da mobilização da rede integrada ao Plantão, o caso foi reportado ao Ministério Público do Trabalho, que realizou uma escuta qualificada da vítima e já adotou os protocolos para notificar o violador/empregador.

O Plantão Integrado de Direitos Humanos em Festas Populares é uma iniciativa da Secretaria de Justiça e Direitos (SJDH), no âmbito da campanha "Respeito é nosso Direito!", em parceria com órgãos e serviços de todas as esferas de Governo, e da Sociedade Civil. Com funcionamento das 9h às 3h, todos os dias de Carnaval, a ação compreende o trabalho de mais de 170 profissionais, divididos em equipes volantes, um posto fixo na sede do Procon-Ba, na Avenida Carlos Gomes, e um posto de apoio no Porto da Barra.

O Plantão recebe e reporta denúncias de violações dos Direitos Humanos, articula redes para o acolhimento de vítimas e difunde informações para a prevenção e promoção de direitos. O serviço conta com acessibilidade em todas as unidades: piso tátil, intérprete de libras, rampas, entre outros. As denúncias podem ser feitas via Whatsapp, pelo número (71) 998636-8852, e via e-mail através do endereço plantaointegradodh@gmail.com, mas também podem ser feita pelo Disque 100 e pelo 08002840011 da Ouvidoria Geral do Estado.

Em 2023, o Plantão Integrado notificou 8.549 violações de Direitos Humanos, dentre os quais, 8.248 relacionados a casos envolvendo crianças e adolescentes. Desde o ano passado, o Plantão expandiu a atuação para outros públicos, como Mulheres, Idosos, Pessoas Negras, LGBTQIAPN+, Pessoas com Deficiência, por entender que a violação dos direitos das crianças e dos adolescentes são atravessadas e intensificadas por violações que envolvem suas famílias e comunidades.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 20 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/