Colaboradores que estão desde a fundação festejam aniversário do Folha do Estado

Folha do Estado 25 AnosFolha do Estado 25 Anos

Colaboradores que estão desde a fundação festejam aniversário do Folha do Estado

Eles acompanharam o nascimento, crescimento e solidificação do jornal 

Crédito: Divulgação
Comemorar aniversário é sempre motivo de alegria, e por isso, a edição de hoje é especial pelos 25 anos de fundação do Jornal Folha do Estado. Entre as entrevistas especiais, conversamos com os colaboradores mais antigos do jornal. Eles acompanharam o nascimento, crescimento e solidificação do jornal que se tornou um dos mais importantes veículos de comunicação em Feira de Santana.

Jorja Curjak, gerente de RH, trabalha no jornal desde a primeira edição. Ela conta como foi o início de sua trajetória dentro da empresa. "Eu vim do Grupo 'Nossa Papelaria' que era a livraria do sr. Humberto Cedraz. Assim que a livraria fechou, ele teve a ideia de colocar o jornal e eu continuei trabalhando para ele, é muito bom a gente acompanhar esse crescimento. O jornal começou com edição aos sábados, depois evoluiu, saindo também na quarta e a gente foi vivenciando isso tudo".

Ela destacou também a autoridade que o Folha do Estado adquiriu em Feira de Santana e região, por sempre manter seu compromisso com a informação. "Você sente o peso, porque também a gente vê todo o interior que publica com a gente, e dão credibilidade ao nosso trabalho. Mesmo com a adversidade que está o nosso país, estamos completando bodas de prata".

Sobre o companheirismo entre os colegas de trabalho, ela diz que se sente em casa. "O convívio diário com os funcionários para mim é ótimo, me sinto em minha casa. Está aqui é uma satisfação, uma benção ficar tanto tempo nesta empresa, agradeço a Deus. Tenho esse sentimento de gratidão, ao patrão, que desde o tempo da livraria me deu oportunidade", disse.

Outro personagem importante para que todos os dias o Folha do Estado chegue com qualidade as bancas é Cláudio Cedraz, diagramador. Também fazendo parte do time desde a sua fundação, ele destacou que passou por muitos cargos.

"Tudo começou lá, na Senhor dos Passos, e veio para a Praça da Matriz em 1996. Até hoje estou por aqui. Iniciei fazendo o transporte do material que o pessoal produzia até a gráfica e trabalhei também com a distribuição, assinaturas, cobrança e aqui na redação comecei a trabalhar com outros profissionais e acabei pegando a prática, e hoje estou diagramando o jornal".

Ele também avaliou os avanços que tiveram ao longo do tempo e o legado que o jornal carrega. "Muita coisa melhorou. Para o que começou – que era semanal – e agora, é diário, é um crescimento que tomou conta. Depois dos outros jornais que passaram a circular em Feira, e não suportaram as crises, hoje o Jornal Folha do Estado se torna uma referência pela sua solidez, cada dia mais estamos melhorando. O segredo para todo esse sucesso é o empenho da direção, fazendo com que o jornal evoluísse, e também ter profissionais que contribuem com conteúdo agradável ao leitor".

Aidil Cristina Moreira, também é outra funcionária que completa o mesmo tempo de serviço que o início do jornal. Sobre sua trajetória, ela destaca sua passagem pela redação. "Eu entrei como digitadora e os correspondentes viajavam e pegavam as notícias de várias regiões. Eles traziam e eu fazia a digitação".

Sobre o sentimento de estar fazendo parte da comemoração de mais um ciclo, ela se sente grata. "Um local de muito respeito. Sou uma pessoa grata pelo resto da minha vida. Aqui não tenho o que falar, são pessoas excelentes". 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 30 Setembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/