Paulo Bindá: '20 mil watts de alegria' na Micareta de Feira

Paulo Bindá: '20 mil watts de alegria' na Micareta de Feira

 Apesar de transitar por vários gêneros musicais, foi no Axé que se consagrou.

Foto: Reginaldo Júnior/ FE
O cantor Paulo Bindá, um veterano e "cria" das Micaretas de Feira de Santana, traz novidades para a festa em 2024, costume que mantém há muitas Micaretas.

"A Micareta de Feira é a melhor do Brasil! O ano passado foi a retomada da Micareta e tivemos uma resposta muito boa, tanto do público, quanto dos artistas e este ano tenho certeza que será ainda melhor. Vamos Lançar a música: Reclama Reclama, que traz a estória das pessoas que só reclama das coisas, você chama para ir para rua e ela quer viajar...As pessoas têm um discurso contra a festa. Estamos juntos na Micareta de Feira", conta.

Apesar de transitar por vários gêneros musicais, foi no Axé que se consagrou, e fez da Micareta de Feira sua grande vitrine musical. Em 2002 formou a Banda Axé Balanço para se apresentar em Salvador e outras cidades de estados brasileiros como Minas Gerais, São Paulo, Maranhão, Piauí, Pernambuco, etc. Atualmente, além de cantor, é produtor musical e ajuda a impulsionar novos artistas. Durante a sua carreira recebeu vários prêmios e troféus como melhor cantor, melhor animação de trio, cantor revelação, música mais executada em rádio FM, entre outros.

Natural de Feira de Santana, veio de uma família de cearenses que vieram para a cidade e cresceu no bairro Chácara São Cosme/ Olhos D'agua, onde ingressou na música aos 17 anos.

"Profissionalmente faço música desde a década de 80 onde cantava em barzinhos. A primeira Micareta aconteceu em 1993, primeiro no chamado Palco Fixo (para artistas iniciantes) e no ano seguinte fui para o trio em 1994 com o lançamento da música "Vem para mim". Tive inúmeros momentos marcantes na Micareta, como por exemplo encontro com o trio do Chiclete com Banana, quando na Getúlio Vargas ainda tinha a passagens dos trios e na dobradinha toquei músicas com eles. Também a minha participação com Luiz Caldas, no projeto dobradinha de artistas feirenses com artistas nacionais, foi muito especial, Luiz me recebeu muito bem. A própria Micareta de 94 foi muito marcante por ter sido a primeira vez no trio. Em 2023 para mim também foi um ano maravilhoso, porque tive a felicidade de fazer a música Micareta Amor, uma das músicas mais utilizadas nas plataformas digitais, quando se trata de assuntos de Micareta, as pessoas gostam de colocar como trilha 'É Micareta, Amor'".

Sobre a vasta experiência como puxador de trio, o artista destaca a junção entre multidão do público e amplitude sonora, formando uma onda de emoções, principalmente, para os músicos.

"O trio elétrico é uma máquina de som, você amplifica o seu som por milhões de watts e vê a sua banda, a sua guitarra, o seu violão, a sua voz, amplificada daquela forma e naquela multidão e as pessoas interagindo com você é maravilhoso. A Micareta tem uma característica que é a mistura. A gente toca um pouquinho de tudo o que as pessoas gostam de ouvir, de dançar, gera grande emoção a resposta dos 20 mil watts de potências e quando você toca um equipamento desse e sente a vibração da galera é muito emocionante", explica. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 24 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/