Ministério Público recomenda proibição do uso de 'espadas' durante festas juninas

Ministério Público recomenda proibição do uso de 'espadas' durante festas juninas

A recomendação também foi encaminhada às Polícias Civil e Militar para que sejam realizadas diligências 

O Ministério Público estadual recomendou, na última terça-feira, dia 11, que o Município de Governador Mangabeira adote providências para impedir o uso de "espadas" durante o São João e os festejos de Dois de Julho na cidade. A recomendação também foi encaminhada às Polícias Civil e Militar para que sejam realizadas diligências com o objetivo de localizar depósitos, fabricantes, vendedores e compradores do artefato no município, com a devida apreensão do material eventualmente encontrado.

Na recomendação, a promotora de Justiça Horthênsia Leão destacou que todos os anos há notícias de "guerras de espadas" nas vias públicas da cidade, principalmente na Rua Domingo Pereira, o que impede o livre deslocamento dos moradores, provoca prejuízos materiais nas residências e ameaça a integridade física dos habitantes. A promotora lembra que é crime fabricar, possuir ou empregar artefato explosivo ou incendiário, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, com previsão de pena de três a seis anos de prisão.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/