Presidente acusa gestões anteriores por problemas no Fluminense de Feira

EsportesTricolor feirense

Presidente acusa gestões anteriores por problemas no Fluminense de Feira

Ícaro Ivinn garante que o CT já se encontrava em situação ruim

Crédito: Divulgação

A situação do CT Nóide Cerqueira, do Fluminense de Feira – que se encontra em péssimas condições – ainda segue em evidência sendo alvo de críticas e diversos comentários em redes sociais. O atual presidente do clube, Ícaro Ivinn reconhece o mal estado do equipamento, porém afirma que o quadro do espaço já é antigo e que antigas gestões foram incapazes de resolver este e outros tantos problemas que se arrastam há muito tempo no tricolor feirense.

Ícaro Ivinn garante que o CT já se encontrava em situação ruim há muito tempo. "Para se ter uma ideia, nós temos uma situação referente à rede elétrica do equipamento que chegou ao conhecimento do Ministério Público do Trabalho: na oportunidade qualquer tipo de atividade foi proibido até que reparos fossem realizados. Temos problemas constantes com as bombas d'agua que queimam e precisam de manutenção constante pelo menos a cada 30 dias. Ou seja, temos problemas que são anteriores à nossa gestão e no momento estamos buscando soluções", admitiu

Quanto às críticas geradas em virtude da situação, o presidente garante que os problemas que o clube tem são bem maiores do que esse. "Temos uma dívida de mais de R$ 3 milhões que está em aberto e ninguém discute isso, ninguém aparece com alguma solução mas querem falar do mato no CT, porém o mato vai crescer a todo momento e nós já realizamos o processo de roçagem e vamos roçar novamente. A piscina estava limpa durante a utilização do grupo do Sub-17, mas nós paramos com os gastos, porque quem conhece um time de futebol sabe que vive apenas de patrocínio, isso quando tem campeonato profissional, e quando não tem campeonato profissional, não tem patrocínio", disse.

Ícaro Ivinn lembra que assumiu o clube há sete meses. "Não é nossa culpa essa situação que já se arrasta há muito tempo fruto da incapacidade das pessoas que entraram no clube apenas para sugar e a nossa estada no Fluminense tem por objetivo mudar isso trazendo uma gestão equilibrada, sólida e capaz de administrar o clube. O nosso trabalho no momento é buscar solucionar questões e prospectar ações benéficas para o futuro como investir na base, buscar convênios com prefeituras de cidades da região que nos rendam patrocínios e outras possibilidades", afirmou.

FUTURO

O presidente Ícaro Ivinn disse que segue trabalhando em relação ao futuro do time. "Temos conversas com possíveis patrocinadores, já conversamos com alguns técnicos que já subiram times da segunda divisão para a primeira, mas isso gera um custo alto, mas realmente a nossa principal missão é ver o Fluminense retornar à primeira divisão do Baianão e alcançar novos horizontes, porque infelizmente desde a década de 60, o Touro do Sertão tenta sobreviver nos campeonatos, então o time precisa se planejar e ter uma dimensão do tamanho da cidade e do estado que ele representa", destacou.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/