Defesa Civil diz que Feira de Santana está fora da onda de calor que atinge Bahia

GeralSaiba mais

Defesa Civil diz que Feira de Santana está fora da onda de calor que atinge Bahia

A Bahia foi atingida e muitas cidades estão enquadradas no estado de alerta vermelho 

Crédito: FOLHA DO ESTADO

Uma nova onda de calor está se instalando sobre o Brasil e vai elevar muito a temperatura em grande parte do país nos próximos dias. O calor intenso se inicia no fim da semana de 11 e 12 de novembro e se intensificou no decorrer da semana. A Bahia foi atingida e muitas cidades estão enquadradas no estado de alerta vermelho, mas Feira de Santana de acordo com as informações da Defesa Civil Municipal está forma desta faixa e segue com a média de temperatura normal.

Nesta nova onda de calor, ao menos 12 Estados brasileiros e o Distrito Federal (área vermelha) devem registrar vários dias com temperaturas pelo menos 5°C acima do normal para novembro. São eles: Paraná, São Paulo Rio De Janeiro Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Tocantins, Bahia, Maranhão e Piauí.

De acordo com a coordenadora da Defesa Civil Municipal, Ana Karolina Rebouças em Feira de Santana, a situação permanece normal em relação às temperaturas elevadas. "O alerta vermelho existe de fato, mas nas regiões oeste e centro-oeste do Estado.

O feirense está sendo sentindo muito calor, porém a temperatura na cidade é típica da estação de primavera já que a média não está 5ºC acima como em outros municípios pertencentes às regiões que se encontram em posição de alerta vermelho", explicou.

Mesmo Feira de Santana não estando enquadrada na zona vermelha, a coordenadora disse que está sendo formulado um decreto de emergência por conta da estiagem que atinge principalmente a zona rural do município. "Já estamos com o decreto em fase de homologação com o Estado e solicitando os recursos federais para agilizar o atendimento ao homem do campo, complementando a assistência que a Secretaria de Agricultura vem prestando através de carros-pipa", confirmou Ana Karolina Rebouças.

Crédito: Divulgação

PANORAMA

A onda de calor que atinge o Brasil está sendo sentida por moradores de 1.413 municípios até a próxima terça-feira (14), segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Na Bahia, os municípios de Cocos, Coribe, Correntina, Feira da Mata, Iuiu, Jaborandi, Luís Eduardo Magalhães, Malhada e São Desidério, são os mais atingidos, ainda de acordo com o Inmet. As temperaturas ficam 5ºC acima do normal e o calor pode causar risco à saúde, com alerta de perigo.

O calor excessivo é resultado de uma onda de calor. O fenômeno é comum nesta época do ano, com a aproximação do verão, mas tem sido intensificado pelo El Niño, fenômeno que aquece as águas dos oceanos. No último dia 8 de novembro os cientistas do observatório europeu Copernicus anunciaram que 2023 deve terminar como o ano mais quente em 125 mil anos.

O mês de outubro foi o mais quente do mundo nesse período, com temperatura média do ar à superfície de 15,30°C, 0,85°C acima da média de outubro de 1991 a 2020 e 0,40°C acima do outubro mais quente anterior, em 2019. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/