Novo aplicativo de transporte chega a Feira de Santana conveniado com Prefeitura

GeralSaiba mais

Novo aplicativo de transporte chega a Feira de Santana conveniado com Prefeitura

As medidas visam o aprimoramento da qualidade do transporte individual

Crédito: ACM/Secom/PMFS

O prefeito Colbert Filho assinou, na segunda-feira (13) no Paço Municipal, dois decretos que credenciam táxis com carroceria e a plataforma digital Mobizap. De acordo com a Prefeitura, as medidas visam o aprimoramento da qualidade do transporte individual remunerado de passageiros e avanços na acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas em Feira de Santana.

"O Mobizap é um instrumento que se usa há um tempo em São Paulo e tem outras utilidades, mas ele pode ser utilizado também de forma muito prática para o deslocamento de pessoas com muita segurança. Ele vai nos dar alternativa também de frequência de ônibus e possibilidades de intercâmbio entre ônibus e também assinamos no sindicato dos taxistas uma autorização para que os considerados utilitários leves para transportar, além de passageiros também bagagens e outros utensílios. Vamos regulamentar o que precisar, em uma situação de tanta dificuldade como estamos neste momento, vamos fazer o que for necessário. O importante é tratar de algo regulamentado, que iremos inscrever e identificar e as pessoas terão autorização para fazer esse transporte. Espero que faça uma competição saudável com outros aplicativos que operam no município e que seja bem seguro com um custo menor", diz Colbert Martins.

Jair Martins Pasquelete, diretor de operações do Mobizap explicou que o aplicativo oferecerá vantagens para todos os usuários. "Somos um aplicativo de mobilidade urbana, para facilitar a vida tanto do motorista quanto do passageiro. Do motorista tem muitas facilidades, a taxa de R$ 10,95 que é o que é cobrado da nossa plataforma hoje, vários cupons de descontos, promoções e um botão de pânico, ligado na nossa central que é humanizada, onde acionamos a polícia para fazer a abordagem dentro desse carro. Para o passageiro ele terá mais carros a disposição dele, com valor mais baixo porque a gente não tem dinâmica por enquanto e cobrando a taxa de R$ 10,95, o motorista ganha mais e ainda sim em 80% dos casos é mais barato que qualquer outro aplicativo. Abrimos um pré-cadastro e os motoristas se colocaram à disposição da plataforma. O valor é um atrativo e toda bonificação que a gente faz para atrair o motorista e o passageiro. Hora zeramos a tarifa, outra damos bonificação e a partir de um número de corrida ele recebe mais algumas coisas e isso atrai o motorista para a plataforma".

Martins diz ainda que, quando é colocado um motorista na plataforma, ele manda toda documentação do carro e, caso não esteja dentro das condições adequadas, providências imediatas são tomadas. "A gente também recebe muita denúncia de carro avariado e então sempre agimos, e bloqueamos o motorista, mas antes ligamos e temos um diálogo, mas o carro tem que estar em ordem. São Paulo foi a primeira cidade onde implantamos o aplicativo e nunca é fácil para todo mundo, chegamos como terceiro app e sabíamos que teríamos uma longa estrada a percorrer, porém os próprios passageiros e motoristas ajudaram e hoje lançamos uma nova plataforma (reformulação) com tudo que o passageiro e o motorista pediram", garante.

Em São Paulo a plataforma também é conveniada pela Prefeitura, mas atua de forma independente, no Espírito Santo e em Portugal. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 20 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/