Novo shopping popular será construído perto do Feiraguay

GeralFeira de Santana

Novo shopping popular será construído perto do Feiraguay

Com investimento volumoso, obra deve ser entregue em 2023

Crédito: Divulgação

A união entre um empresário de Feira de Santana e um grupo do estado de Goiás, especializado na gestão de shopping popular traz para Feira de Santana um novo empreendimento para a região central da cidade. O Centro Oeste Nordeste é um shopping popular que será construído em uma área localizada entre a Rua Dom João VI e a Rua Bacelar de Castro.

Será o primeiro empreendimento do Grupo Centro Oeste fora do estado de Goiás e Feira de Santana juntou a pujança econômica do comércio da cidade, com uma privilegiada área no coração comercial do município, com alto fluxo de pedestres. Sob o comando do grupo empresarial são 20 projetos, incluindo shoppings populares, galerias, hotéis e resorts. Proprietário da área onde será construído o shopping, o empresário Martim Palmeira contou que já tinha o objetivo de construir um centro de compras no espaço.

"É um sonho de 10 anos, por que quando adquiri esta área, eu já tinha o pensamento de fazer este shopping, tentei fazer sozinho, alguns obstáculos, não deu certo, aí graças a Deus encontrei os parceiros do grupo Centro Oeste, unimos força e lançamos agora", disse Palmeira, empresário do ramo de ferramentas, que é um dos precursores do Feiraguay, muito antes do entreposto ser realocado da Rua Sales Barbosa para Praça Presidente Médici.

O nome Centro Oeste Nordeste faz referência ao nome do grupo goiano e a importância de Feira de Santana na região Nordeste. Um dos sócios do braço goiano em terras nordestinas, Wilson Andrade, explicou que o GCO traz para Feira a expertise de 20 anos de experiência na gestão de empreendimentos semelhantes. "Decidimos recentemente expandir para fora de Goiás, buscando crescimento e começamos a estudar áreas em regiões com pujança financeira adequada assim como um público voltado para esta necessidade de shopping popular, nós encontramos o Martim Palmeira, com uma área que para o nosso negócio agrega bastante, com uma excelente localização, próximo a um centro comercial popular, com grande movimentação de público e pedestres", contou Andrade. "Agora em outubro de 2021, inauguramos em Goiás um shopping de 1.200 lojas, com três pavimentos de lojas, 18 mil metros quadrados de área construída", completou.

Com previsão de início de construção para junho de 2022, o centro comercial terá cinco pavimentos, sendo dois pavimentos para lojas e três para estacionamento. Serão 519 lojas, sendo 140 para praça de alimentação, que será panorâmica e 300 vagas de estacionamento. O interior do empreendimento contará com estrutura metálica, painel wall e acabamento em MDF. "A gente já tem expertise com isso, é uma obra muito rápida de ser feita, o período de compatibilização do projeto é onde demora um pouco mais, a fundação e a implantação é rápida", disse Andrade. O centro comercial deve ser inaugurado em outubro de 2023. O investimento será de R$ 90 milhões. "Estaremos levantando esta obra com capital próprio. A gente estudou o projeto e a viabilidade", comentou. 

Lançamento do Shopping, que teve grande número de interessados | Crédito: Paulo Silva

IMPACTOS

O centro comercial pretende ser um motor para o comércio feirense. Segundo os sócios, a estimativa é movimentar R$ 5 milhões por mês, sendo um polo para o empreendedorismo na cidade. "O Shopping Centro Oeste Nordeste vai ter um impacto positivo para região, porque vai unir modernidade com o popular, a gente vai proporcionar conforto para o público popular", adiantou Wilson Andrade.

"Quem frequenta a região do centro não consegue encontrar lugar para estacionar, os ambientes são apertados, nem sempre climatizados. Queremos trazer esses benefícios desde que seja um ambiente popular. O nosso empreendimento é popular, ele é para atender uma classe popular. É para pegar o pessoal que está em outros empreendimentos que hoje não estão dando certo na cidade, outros empreendimentos que não estão tendo o retorno financeiro esperado", ressaltou o sócio.

Desde as fundações do prédio até o pleno funcionamento, o novo shopping popular deve gerar cerca de 2.5 mil empregos. "De certo modo a gente consegue somar alguma coisa para região, proporcionando uma valorização dos empreendimentos circunvizinhos", analisou Andrade.

Segundo os sócios, mesmo com a proximidade - basta atravessar uma rua - com o Feiraguay, o shopping popular não pretende 'canibalizar' o famoso entreposto feirense, mas sim melhorar e ampliar o leque de opções do consumidor. "É um melhoramento do Feiraguay, vai mudar a região, vai ampliar muito. Nós estamos preparados para isso. O Feiraguay hoje não suporta, vai dar muito mais conforto", disse Palmeira. "Hoje tem muita gente que quer empreender na região e não tem espaço. O Feiraguay será nosso cartão de visita", elogiou Andrade.

Sócios do empreendimento, em dia de festa no lançamento | Crédito: Paulo Silva

NEGÓCIOS

Com lojas de 4m², 6m² (padrão) até 12 m², as unidades são comercializadas a partir de R$ 103 mil, com entrada de 10% parcelado em duas vezes e o saldo parcelado em 48 vezes com correção pelo IPCA. O modelo é a Cessão do Direito de Uso (CDU). "Estamos vendendo o direito de usufruir de um espaço, por tempo indeterminado, o que estamos vendendo é seu, você vai ter um contrato, um documento, você pode vender, alugar, diferente dos que alguns praticam. Quando entregarmos o empreendimento a gente vai ter uma taxa de gestão administrativa, em média de R$ 1.700", disse Andrade. “Estamos muito satisfeitos com os resultados, temos um percentual bom de venda, um público em negociação e também querendo entrar como investidor. O nosso interesse é um shopping popular funcional, o número de lojas para investidor será de 10%", disse o empresário, que revela interesse de comerciantes do próprio Feiragay e de outras cidades do interior baiano.

 

Comentários: 2

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Visitante - Sheyla Vilas boas em Quarta, 22 Dezembro 2021 00:38

Gostaria de saber quem é responsavel pela venda das lojas?

Gostaria de saber quem é responsavel pela venda das lojas?
Visitante - Vivaldo em Domingo, 09 Janeiro 2022 10:02

Parabéns aos empreendedores.

Parabéns aos empreendedores.
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 25 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/