S3 cobra fatura de R$ 3.5 milhões e Prefeitura só vai pagar R$ 1.2 milhão

GeralFeira de Santana

S3 cobra fatura de R$ 3.5 milhões e Prefeitura só vai pagar R$ 1.2 milhão

Funcionários do Hospital de Campanha reclamam de salário atrasado 

Crédito: Mario Sepúlveda/FE

Um discussão de valores pode estar por trás do protesto por salário atrasado dos ex-funcionários do Hospital de Campanha Covid-19 de Feira de Santana, que encerrou as atividades em 30 de setembro de 2021. A questão é que a empresa gestora, a S3 Estratégias e Soluções de Saúde, segundo o secretário municipal de Saúde, Marcelo Britto, cobra uma fatura de mais de R$ 3.5 milhões, quanto a Prefeitura assume um valor de R$ 1.2 milhão.

O gestor da saúde municipal recebeu uma comissão de manifestantes nesta quinta-feira (14). "A empresa tem a obrigação de pagar até o quinto dia útil do mês. Isto esta na legislação e deve ser cumprido. O que cabe a Prefeitura é fazer o repasse desde que cumprido todo ritual de prestação de contas. A S3 mandou a nota fiscal onde cobrou o último mês o hospital cheio e não é isso que o contrato previa. Veio uma nota de mais R$ 3.5 milhões e pela nossas contas é R$ 1.2 milhão. Foi pedido que ela corrigisse esse valor para o valor que é apontado como o devido para o hospital que passou o último mês vazio, com poucos pacientes internados e o contrato previa que quando estivesse vazio o valor não era de repasse integral. Independente disso a S3 tem a obrigação legal de fazer o pagamento e nós estamos aqui fiscalizando", comentou. Segundo o Portal da Transparência da Prefeitura de Feira de Santana, o repasse para S3 para o período 18/07/2021 a 17/08/2021 (agosto) foi de R$ 1.272.232,70.

A auxiliar de enfermagem Evany de Jesus Batista, critica a incerteza na qual a empresa deixou os funcionários. "A gente recebeu um aviso para trabalhar até dia 30 de setembro, até então fomos demitidos e não temos posição para receber salário", disse. "A gente está sem saber se recebe ou não", finalizou.

Já o maqueiro Oscar Silva Santana, outro que não recebeu os direitos do mês de setembro, contou a reportagem do FOLHA DO ESTADO: "Não nos dão posição de nada, salário do mês de setembro, rescisão, não nos dão posição de nada. Até o momento não temos resposta", lamentou.

Luana Santos, técnica de enfermagem, também se queixou. "A gente está sem o salário de setembro, aguardando receber e ser chamada para rescisão". 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 18 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/