Presidente do Peru dissolve Congresso e declara estado de emergência

InternacionalGoverno de exceção

Presidente do Peru dissolve Congresso e declara estado de emergência

Pedro Castillo afirmou que convocará novas eleições

Crédito: Divulgação

O presidente do Peru, Pedro Castillo, afirmou nesta quarta-feira (7) que o Parlamento do país será dissolvido e que convocará novas eleições.

Castillo declarou estado de emergência no Peru e impôs toque de recolher no país a partir das 22h. Ele responde a um processo de impeachment.

O pronunciamento foi realizado na TV aberta. Segundo o presidente do Peru, a decisão foi tomada com o objetivo de determinar um "governo de exceção para restabelecer o estado de direito e a democracia".

Além das medidas, Castillo anunciou também que uma nova Constituição será elaborada em até nove meses. O presidente afirmou que armas ilegais devem ser devolvidas ao Estado, sob pena de prisão.

Nas últimas décadas, o Congresso do Peru foi dissolvido em duas oportunidades. Em 2019, quando o então presidente Martín Vizcarra convocou novas eleições e em 1992, no governo de Alberto Fujimori.

Processo de impeachment

O pronunciamento de Castillo aconteceu uma semana após a aprovação da abertura de um processo de impeachment contra o presidente do Peru. O mandatário é acusado pela oposição de "incapacidade moral" para ocupar o cargo.

O pedido de impeachment aprovado na semana passada foi a terceira tentativa formal da oposição para derrubar o líder de esquerda desde 2021, quando ele assumiu. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 03 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/