ANS autoriza reajustes de até 9,6% em planos de saúde individuais

Saúde e Bem EstarAumento

ANS autoriza reajustes de até 9,6% em planos de saúde individuais

Ministério da Fazenda validou valor para ano de 2023

Crédito: Divulgação

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou, nesta segunda-feira (12), o limite máximo de 9,63% para o reajuste nos preços dos planos de saúde individuais e familiares. Esse aumento no valor é aplicado pelas operadoras na data em que o beneficiário completa um ano de contrato do serviço.

"O índice definido pela ANS para 2023 reflete a variação das despesas assistenciais ocorridas em 2022 em comparação com as despesas assistenciais de 2021 de beneficiários de planos de saúde individuais e familiares", explica o diretor-presidente da ANS, Paulo Rebello, no anúncio.

O Ministério da Fazenda validou o valor para o ano de 2023, que foi aprovado durante uma reunião com os diretores da ANS.

O reajuste será aplicado de forma retroativa para os contratos com aniversário em maio. Embora seja menor do que o reajuste do ano anterior, que foi de 15,5%, o aumento deste ano é praticamente o dobro da taxa de inflação. Nos últimos 12 meses, encerrados em abril, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou um aumento de 4,18%.

O reajuste é válido para os planos médico-hospitalares contratados a partir de janeiro de 1999 ou que foram adaptados à nova legislação (Lei nº 9.656/98).

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 18 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/