Má higiene da boca pode levar à perda dos dentes, alerta especialista

Saúde e Bem EstarFeira de Santana

Má higiene da boca pode levar à perda dos dentes, alerta especialista

Atendimento odontológico, pela rede municipal, é ofertado nas USFs e nos CEOs 

Crédito: Reprodução/Secom
A má higiene, associada à falta de cuidados necessários com a boca, contribui para o surgimento de mau hálito, cáries, sangramentos e até perda dentária. Para evitar esses possíveis danos, recomenda-se que o dentista seja procurado a cada seis meses.

Segundo a coordenadora da Divisão Odontológica da Secretaria Municipal de Saúde, Cristina Rosa, é importante escovar os dentes três vezes ao dia, sempre após as refeições. "Recomendamos que a primeira escovação do dia seja feita após o café da manhã e não antes. O uso do fio dental é indispensável, porque entre um dente e outro, a escova pode não passar", ressaltou.

A especialista em saúde bucal também alerta que a gengiva não deve ser negligenciada. "Um dos mitos que são espalhados, frequentemente, é atribuir o sangramento da gengiva ao fato da escova ser dura. Não é isso. Quando a gengiva começa a sangrar, é uma resposta inflamatória, um indicativo de que algo não vai bem", explicou Cristina.

A coordenadora orienta que, ao notar o aparecimento de placas ao redor do dente e o sangramento nessa área, o dentista deve ser procurado. "O município dispõe desse atendimento. Somente em 2022, foram realizados mais de 27 mil procedimentos no Centro de Especialidades, entre eles próteses, tratamento de canal e limpezas", enfatizou.

Em Feira de Santana, o atendimento odontológico, por meio da rede municipal, é oferecido nas Unidades de Saúde da Família (USFs) e nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) Célia Pamponet, localizado no bairro George Américo, e no Maria de Lourdes Suzarte, situado na Praça Tiradentes, mais conhecida como Praça do Gastão.

Para receber atendimento no CEO, o paciente deve passar por consulta prévia com o dentista em uma das USFs, Unidades Básicas de Saúde ou Policlínicas Municipais, com o objetivo de verificar a demanda de atendimento especializado. Os encaminhamentos são feitos por meio da ficha de referenciamento. 

Com informações da Secom/PMFS.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/