Rede municipal de saúde realizou mais de 600 mil atendimentos em maio

Saúde e Bem EstarServiços Prestados

Rede municipal de saúde realizou mais de 600 mil atendimentos em maio

As ocorrências de moto encabeçaram a procura do SAMU.  

Foto: Danielly Freitas/ Secom PMFS

Durante o mês de maio, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) realizou cerca de 602 mil atendimentos, entre exames, consultas, procedimentos e outros serviços oferecidos pela pasta. O alto índice de assistências demonstra o compromisso em prestar serviços de qualidade à população feirense.

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Policlínicas Municipais lideraram os números com mais de 300 mil atendimentos de urgência e emergência, seguida do setor de atenção primária, responsável pelos postos de saúde, que contabilizaram, em média, 187.473. Já a Central de Regulação fez cerca de 47.245 agendamentos, sendo 24.967 referentes a exames e 22.276 à consultas.

O acesso a exames, como tomografias, ressonâncias e cintilografias, foram assegurados pela Divisão de Alta e Média Complexidade. Nesse intervalo, a Vigilância Sanitária conseguiu desenvolver 1.030 atividades, dentre elas orientações técnicas, inspeções, liberação de alvará e apuração de denúncias.

As ocorrências de moto encabeçaram a procura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que prestou 10.497 assistências às pessoas que necessitavam de um suporte imediato.

Ainda nesse período, a Central de Abastecimento Farmacêutica dispensou cerca de um milhão e oitocentas mil unidades de medicamentos, que ajudam principalmente diabéticos, hipertensos e pacientes acompanhados pelos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Com aproximadamente 43 mil pacientes cadastrados, a Rede de Saúde Mental, que abrange todos os CAPS e o ambulatório especializado, promoveu 5.455 atendimentos entre consultas com psicólogos, médicos pediatras e oficinas terapêuticas.

A secretária municipal de saúde, destaca que o objetivo é ampliar cada vez mais os atendimentos, alcançando assim aqueles que necessitam dos serviços.

"Toda nossa equipe tem trabalhado de forma empenhada, não é à toa que temos três programas municipais como referência regional e nacional. A saúde é um direito e estamos aqui para fazer com que esse direito seja garantido", pontuou.

Além disso, o Programa Municipal de Apoio à Pessoa com Anemia Falciforme, referência na região Norte e Nordeste, contabilizou cerca de 1.950 assistências, em meio a consultas com diversos especialistas e exames.

Com o objetivo de certificar a segurança dos trabalhadores, o Centro de Referência em Saúde desse público (Cerest) teve 743 notificações e investigações de agravos relacionados ao trabalho e 171 procedimentos, incluindo consultas médicas, inspeções e atividades educativas.

Aproximadamente 47.500 doses de vacinas foram aplicadas em maio. O Ambulatório de Infectologia realizou 364 atendimentos, entre consultas e coletas laboratoriais. Paralelamente, o Centro de Saúde Especializada promoveu 1.977 procedimentos e consultas voltados aos programas de Tuberculose, Hanseníase, Antirrábica e controle da Asma e da Rinite.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 13 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/