Cabeça humana é encontrada dentro de lata de tinta em Salvador

SegurançaSalvador

Cabeça humana é encontrada dentro de lata de tinta em Salvador

Uma guarnição da PM esteve no local e acionou o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para realização da perícia

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Em meio ao caos que tomou conta do bairro de Periperi com a guerra entre facções rivais pelo controle do tráfico na região, a Polícia Militar foi acionada na tarde desta segunda-feira (15) após denúncias de que uma cabeça humana havia sido encontrada dentro de uma lata de tinta.

Policiais da 18ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) foram encaminhados para a Rua do Curió, no bairro Mirantes de Periperi, para investigar a informação.

A guarnição esteve no local e acionou o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para realização da perícia. A Polícia Militar informou que a Polícia Civil ficará encarregada da investigação o caso.

De acordo com a Polícia Civil, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionado e a guias de remoção do corpo foram expedidas. O DHPP investigativa o crime para esclarecer a autoria e motivação do crime.

Mirantes de Periperi em alerta

Desde a última quarta-feira (10), os moradores do Mirantes de Periperi estão convivendo com tiroteios. O bairro é palco de uma disputa pelo tráfico de drogas, que é dominado pelo Bonde do Maluco (BDM). O Comando Vermelho (CV) tenta conquistar novas áreas de domínio entrando em conflito com o grupo rival. No tiroteio da quarta-feira, um morador foi atingido pelos disparos e morreu.

Na sexta-feira (12), a região voltou a registrar novos confrontos que deixou mais uma pessoa morta e outra baleada. A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado determinou reforço do policiamento na região por tempo indeterminado. Um helicóptero do Grupamento Aéreo (Graer) está sendo utilizado no policiamento do bairro. O transporte público por ônibus foi interrompido e a Escola Municipal de Periperi suspendeu as aulas, afetando cerca de 365 alunos.

Durante a madrugada do domingo (14), os moradores continuaram vivendo o terror dos sons dos disparos. Diante da violência, os residentes da localidade tem colocado placas de vendas em diversos imóveis. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 24 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/