‘Deitei na grama e chorei’, diz Wagner Moura sobre impacto de seu novo filme

TV e FamososFilme

‘Deitei na grama e chorei’, diz Wagner Moura sobre impacto de seu novo filme

Ator baiano protagonizar a superprodução americana "Guerra Civil"

Reprodução/A24

Às vésperas de lançar "Guerra Civil" para o mundo, o ator, diretor, roteirista, produtor e músico baiano Wagner Moura falou sobre o impacto da trama em entrevista ao "The Hollywood Reporter".

No filme, o brasileiro vive um jornalista da Reuters que documenta o fim da democracia americana e revelou que uma cena em específico despertou "um pesadelo latente".

"Sou cidadão americano, mas falo com sotaque e não sou daqui. Isso me fez começar a pensar: 'E se eu estiver dirigindo em algum lugar no interior dos EUA e parar em um posto de gasolina e alguém me perguntar de onde sou ou o que estou fazendo lá? Como eu reagiria?'".

"Fiquei realmente destruído depois. Filmamos essa parte por dois dias e depois deitei na grama e chorei", disse ele sobre a cena com o ator americano Jesse Plemons.

Com isso, além de Moura e Plemons, o filme é estrelado por Kirsten Dunst, Cailee Spaeny e Stephen McKinley Henderson.

Com direção do britânico Alex Garland, conhecido por seus trabalhos em "Ex_Machina: Instinto Artificial" (2014) e "Aniquilação" (2018). "Guerra Civil" estreia nos cinemas brasileiros no dia 18 de abril.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 20 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/