Ponto e Vírgula 01/10/2022

Ponto e Vírgula 01/10/2022

Sobe - A democracia, por assegurar o direito ao voto e liberdade de expressão aos brasileiros, como direito fundamental.

Desce - Pessoas que jogam santinhos e panfletos de candidatos próximos aos locais de votação no dia da eleição, sujando e poluindo a cidade.

Vote consciente

Amanhã (2), é dia de ir às urnas e escolher deputado estadual, federal, senador, governador e presidente. Se faz importante realizar o voto consciente, que se trata do voto tomado a partir de informações adequadas, que apontem que o votado é quem está mais apto a atender às demandas da população. Além disso, trata-se também de um voto "desapegado": antes de pensar em vantagens pessoais, o eleitor deve pensar na coletividade, nas pessoas que o rodeiam: o que elas querem? O que eu acredito que elas precisam? É esse tipo de questionamento que deve estar na mente de um eleitor na hora de definir seu voto.

Não venda o voto

Além de ser uma prática ilegal, tratar seu voto como mercadoria é de um descaso inadmissível. Ao fazer isso, você já elege uma pessoa que se utilizou de métodos imorais para chegar a um mandato político. Seu trabalho junto ao poder público já nasce manchado e não tem a menor garantia de que será pautado em prol do cidadão. E você abdica de seu papel como cidadão. A democracia é jogada no lixo.

Procurador

Na segunda-feira (3), o pleno Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) deve analisar a Adin (Ação de Inconstitucionalidade) que diz ser ilegal a nomeação do Procurador Geral do Município ter o referendo da Câmara Municipal de Feira de Santana. Enquanto isso, está nulo o ato do Poder Executivo que nomeou a advogada Caroline Suzart Cotias Freitas procuradora geral interina, por decisão através de decreto da Câmara Municipal.

Auditoria

Ontem (30), o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) realizou a verificação de integridade e autenticidade dos sistemas Transportador e JE Connect, responsáveis pela transmissão da mídia de resultados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Serão auditados os programas de transmissão dos Boletins de Urna (BUs). O procedimento está previsto no artigo 43 da Resolução TSE nº 23. 673/2021. Todas as zonas eleitorais geraram e testaram os kits do JE Connect, inseminando dois pendrives com o programa de transmissão de dados da Justiça Eleitoral e a mídia chave para acessá-lo.

Governador

O candidato do União Brasil ao governo da Bahia, ACM Neto, pode vencer as eleições no primeiro turno, de acordo com a pesquisa DataQualy encomendada pelo site Política Livre e publicada ontem (30). O ex-prefeito de Salvador lidera a disputa com 58,2% dos votos válidos contra 35% de Jerônimo Rodrigues, que registra 35%. Os dois são seguidos à distância pelo candidato João Roma (PL), que aparece com 5,6%, Kleber Rosa (PSOL), com 0,6%, Marcelo Millet (PCO), com 0,4%, e Giovani Damico (PCB), que registra 0,2%. A pesquisa está registrada sob o número BA-05521/2022.

Clima de aceitação

O senador Jaques Wagner (PT) afirmou, na manhã de ontem (30), que Jerônimo, candidato do PT ao Governo do Estado, deve perder a votação em Salvador por "no máximo" 120 mil votos. "Estamos subindo muito em Salvador. Não sei o que vai dar em Salvador. Acho que até o prefeito de Salvador vai sair com vantagem", disse. "Ele falava que seria 600 mil [votos], esqueça. 400 mil, esqueça. Se colocar frente em Salvador, no máximo, 120 [mil votos]. Acho que não vai ter nem isso", opinou.

Religiosos

Enquanto os dois principais adversários desta eleição fazem acenos à maioria cristã do país, são os brasileiros que declaram não ter uma religião que dão a Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a maior vantagem sobre Jair Bolsonaro (PL) quando levamos em conta a filiação religiosa do eleitorado. O petista tem 62% das intenções de voto nesse grupo, Bolsonaro fica com 24%, Ciro Gomes (PDT) registra 9% e Simone Tebet (MDB), 3%. Os dados vêm de pesquisa Datafolha.

Confiança

O procurador-geral da República, Augusto Aras, declarou confiança na democracia e que o resultado deverá ser "respeitado pelas instituições públicas e privadas, pelos Poderes e pelo povo brasileiro". A declaração foi feita ao fim da sessão de quinta-feira (29), do Supremo Tribunal Federal (STF), após manifestação do ministro e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, sobre as eleições deste domingo (2). Aras frisou que o Ministério Público Eleitoral, ao lado da Justiça Eleitoral, vai acompanhar os atos e fatos no próximo fim de semana, com cerca de 4 mil promotores eleitorais, procuradores regionais eleitorais espalhados por todo o país. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/