Ponto e Vírgula 06/06/2023

Ponto e Vírgula 06/06/2023

Sobe - Ações desenvolvidas pela Prefeitura de Feira e EMBASA, no domingo (4), no Parque Rivaldo Cerqueira, em alusão à semana do meio ambiente.

Desce - Diretor do MEC demitido após esquema de corrupção e desvio de dinheiro público envolvendo kits de robótica.

Bombeiro Militar

Em homenagem ao Dia Municipal do Bombeiro Militar, comemorado em 1º de junho, a Câmara Municipal realizará nesta terça-feira (6), uma sessão solene, a partir das 19 horas. O evento atende a um requerimento de autoria do vereador Luiz da Feira (Avante). Ele é o autor da lei, aprovada em 2018, que instituiu a data no Calendário Oficial do Município. Entre os convidados para a cerimônia, o comandante do 2º Grupamento de Bombeiro Militar, em Feira de Santana, major Carlos Emanuel Gomes Souza; a também major Lilian Conceição Nascimento, comandante da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar, na cidade, e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Luiz Mercês.

O recado

O ex-ministro Geddel Vieira Lima, cacique maior do MDB, mandou um recado direto para o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins (MDB). O MDB pode ficar com Colbert Martins, mas que tenha candidato a prefeito. MDB apoiar José Ronaldo nem pensar. (Bahia na Política)

Josivaldo Santana

O fundador do Instituto Nacional de Desenvolvimento em Administração Pública (Indap), Josivaldo Jildeon Santana Silva, receberá na quarta (7), em sessão solene prevista para 19 horas, na Câmara Municipal, o título de Cidadão Feirense. O autor do Projeto de Decreto Legislativo concedendo a honraria é o vereador Jurandy Carvalho (PL). Administrador, pós-graduado em gestão pública e controladoria, o homenageado chegou à Feira de Santana, em 2006. Durante 13 anos, dedicou-se ao empreendedorismo no segmento de gestão pública.

DNOCS

O senador Angelo Coronel (PSD) emplacou o nome do engenheiro civil Rafael Guimarães de Carvalho para a chefia do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), um dos cargos federais mais cobiçados na Bahia, subordinado ao Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional. A indicação foi feita à coordenadora da bancada baiana, no Congresso Nacional, deputada Lídice da Mata (PSB), e ao ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Pensão de dependentes

A Comissão de Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família, da Câmara dos Deputados, aprovou um projeto de lei que prevê a facilitação do acesso à pensão por morte em caso de desaparecimento de segurado do Regime Geral de Previdência Social (RGPS). O texto aprovado é o substitutivo do relator, deputado Dr. Zacharias Calil (União-GO), ao Projeto de Lei PL 2958/19, de autoria do deputado Aécio Neves (PSDB-MG), e apensado PL 6189/19. No substitutivo, ele acata dispositivos do projeto apensado. O projeto será analisado em caráter conclusivo pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Laços cortados

O ex-presidente Jair Bolsonaro cortou laços com o seu ex-ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. De acordo com o Estadão, ataques do agora deputado federal ao presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, foram o pivô para que a relação entre os antigos aliados fosse danificada. Segundo o jornal, Bolsonaro já havia alertado Salles para que buscasse uma boa relação com Valdemar, para consolidar a candidatura do parlamentar à Prefeitura de São Paulo. A insatisfação do deputado com o próprio partido vem após o apoio das lideranças da sigla à reeleição do atual prefeito da cidade, Ricardo Nunes (MDB).

Procurado

Em prisão domiciliar há cerca de um mês, após deixar a carceragem do 19º batalhão da Polícia Militar do Distrito Federal, Anderson Torres foi procurado por interlocutores da família Bolsonaro. Segundo relataram pessoas próximas ao ex-ministro da Justiça à coluna de Bela Megale, no jornal O Globo, apesar da investida, Torres teria se recusado a encontrar o clã Bolsonaro. Vale lembrar que para deixar o batalhão da PM, ele cumpre uma série de medidas cautelares, incluindo a proibição de ter contato com outros investigados.

Omitiu

O ex-presidente Jair Bolsonaro não provisionou cerca de R$ 27 bilhões para restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física deste ano. É o que aponta o relatório das contas do último ano do mandato do ex-presidente feito pelo Tribunal de Contas da União (TCU). O julgamento ocorre nesta quarta (7), e as contas de Bolsonaro devem ser aprovadas com ressalvas, segundo ministros. No documento, obtido pela reportagem, os auditores informam não ter encontrado o "reconhecimento da obrigação".

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/