Ponto e Vírgula 23/01/2024

Ponto e Vírgula 23/01/2024

Sobe - Feira de Santana por ganhar a Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe Leste).

Desce - Proprietário de embarcação envolvida no naufrágio que deixou cerca de 6 mortos em Madre de Deus por fazer transporte irregular e excesso de passageiros.

Conflito agrário

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) convocou, no início da noite de domingo (21), uma reunião com parte do secretariado e comandantes de forças de segurança para monitoramento e alinhamento da atuação dos órgãos estaduais envolvidos na resolução do confronto ocorrido entre fazendeiros e indígenas, no sudoeste da Bahia. O conflito, que se deu em tentativa de retomada de um terreno, na manhã de domingo, na zona rural do município de Potiraguá, resultou na morte da indígena Maria de Fátima Muniz de Andrade, também conhecida como Nega Pataxó. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital de Potiraguá, a 20 km do local do confronto, mas não resistiu.

Federação

O deputado federal e ex-vice-governador da Bahia, João Leão (PP), disse o que pensa sobre a possibilidade da formação de uma federação entre PP, União Brasil e Republicanos. ""Rapaz, eu estou avaliando isso. Eu tenho certeza que até essa eleição de 2024 não vai acontecer nada. Isso porque é muito difícil que aconteça em ano eleitoral. Você tem locais em que nós vamos disputar com a União Brasil, assim como vamos disputar com uma série de outros partidos. Então, isso aí não vai ser possível de se fazer. Para 2026, acho que ainda precisamos analisar se é uma boa para o PP. Eu acho que o PP é grande, e não precisa ficar enorme. Já temos lideranças fortes, consolidadas, como é na Bahia também. Temos quatro deputados federais, seis estaduais e seis vereadores em Salvador".

Política industrial

O governo Lula anunciou ontem (22) que a nova política industrial vai contar com financiamentos de R$ 300 bilhões até o fim de 2026, para financiamentos destinados à nova política industrial até 2026. Além dos R$ 106 bilhões anunciados na primeira reunião do CNDI, em julho, outros R$ 194 bilhões foram incorporados, provenientes de diferentes fontes de recursos para dar suporte ao financiamento das prioridades da Nova Indústria Brasil - como foi batizada a política.

A bronca

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se irritou com o desempenho de sua equipe durante a reunião que teve com o líder do Paraguai, Santiago Peña, na segunda-feira (15) em Brasília. De acordo com diferentes auxiliares ouvidos pela Folha, Lula manifestou sua contrariedade durante encontro com ministros na manhã de quarta-feira (17). Na ocasião, ele queixou-se aos ministros Mauro Vieira (Relações Exteriores) e Fernando Haddad (Fazenda) do que avaliou como falta de iniciativa e sintonia dos seus subordinados para defender a posição do Brasil nas negociações sobre a usina hidrelétrica de Itaipu.

Moro

O julgamento que pode cassar o mandato de Sergio Moro (União Brasil-PR) e o inquérito aberto recentemente no STF (Supremo Tribunal Federal) podem consolidar em 2024 a cruzada de integrantes da política e de tribunais superiores contra o senador, além de enterrar de vez a Lava Jato. O cenário de isolamento que Moro vive no mundo político e jurídico amplia o risco vivido neste ano pelo ex-ministro da gestão Jair Bolsonaro (PL).

Dívida de Boulos

O PSOL afirmou que vai pagar a dívida de R$ 44,4 mil referente à campanha presidencial de Guilherme Boulos (PSOL) em 2018. A dívida, com a União, foi revelada pela revista Veja e confirmada pela Folha de S.Paulo. O CNPJ criado para a campanha presidencial de Boulos, que neste ano vai concorrer à Prefeitura de São Paulo, tem duas dívidas inscritas na Dívida Ativa da União -uma no valor de R$ 35,1 mil e outra de R$ 9.300.

PSDB

O líder do PSDB no Senado, senador Izalci Lucas (DF), assinou, sem o aval do partido, uma nota pública contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, relator das ações sobre os atos antidemocráticos de 8 de Janeiro. A informação é do presidente do PSDB, Marconi Perillo. Segundo ele, essa questão não foi debatida internamente, uma vez que a sigla não foi nem sequer consultada sobre o tema. Procurado para comentar a declaração do presidente de sua legenda, Izalci, por meio de sua assessoria, disse que não vai se pronunciar.

PT

Empossada Secretária de Mulheres do PT Bahia no último sábado (20), Liliane Oliveira, de 40 anos, filiada ao PT há 17 anos, pretende contribuir com pautas feministas para o governo Jerônimo Rodrigues e Lula para aumentar a participação de mulheres nos espaços de poder e, assim, dar mais visibilidade e oportunidade para a agenda feminista. A nova dirigente também destacou a importância de fortalecer as candidaturas femininas nas eleições deste ano. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 17 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/