Ponto e Vírgula 25/09/2021

Ponto e Vírgula 25/09/2021

Sobe - Prefeitura de Feira por ampliar horário de vacinação contra covid.

Desce - Partidos políticos por apresentarem o pior desempenho no ranking da confiança da população.

Seita

Em decorrência dos principais assuntos envolvendo o governo federal e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nos últimos dias, acerca das atitudes e posicionamento da comitiva no combate à covid-19 e no discurso feito à ONU, a deputada federal Dayane Pimentel (PSL), decidiu se manifestar ontem (24), em suas redes sociais. No Twitter, Dayane Pimentel chamou Bolsonaro de traidor, e relatou sobre a postura do presidente diante da pandemia, que segundo ela, alimenta uma seita em negar os fatos. "O país elegeu um TRAIDOR que não cumpriu promessas de campanha; abraçou o Sistema", disse.

Comer sal

O vice-líder do governo do estado na Assembleia Legislativa, deputado Robinson Almeida (PT), rebateu críticas do líder da oposição, deputado estadual Sandro Régis (DEM), a uma publicação do governador Rui Costa (PT). No post feito numa rede social, um vídeo registrava o início da medição de salinidade e temperatura para a implantação da ponte Salvador-Itaparica. Robinson ironizou Régis e disse que a oposição, liderada pelo presidente do DEM, ACM Neto, "vai continuar a comer sal na Bahia" com a construção da Ponte Salvador x Itaparica.

Desgaste

O vereador Lulinha da Conceição (DEM), em entrevista ao site Política In Rosa do jornalista Anderson Dias, fez uma avaliação negativa da atual Legislatura da Câmara Municipal de Feira de Santana em algumas questões. "Existe um desgaste muito grande que a Casa está tendo em Feira de Santana, na Bahia e no Brasil. Hoje a Câmara Municipal de Feira de Santana está servindo de chacota por causa dos problemas que vem acontecendo. Do atropelamento ao Regimento Interno, dos xingamentos voltados para o lado pessoal, atingindo o decoro parlamentar e a Corregedoria não toma nenhuma providência necessária para que possa acabar com isso. Ficamos tristes porque a Câmara Municipal era referência no Brasil", declarou.

Eleição suplementar

A eleição suplementar da cidade de João Dourado, no centro-norte baiano, será realizada no dia 7 de novembro. A data foi definida pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgar o agravo regimental interposto em um recurso especial, mantendo o indeferimento das candidaturas de Diamérson Costa Cardoso Dourado, eleito para o cargo de prefeito e de Rita de Cássia Amorim do Amaral, eleita ao cargo de vice-prefeita de João Dourado. A decisão do TSE teve repercussão na chapa para os cargos, o que impede a diplomação dos candidatos como prefeito e vice-prefeita.

Positivo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e a ministra da Agricultura Tereza Cristina (DEM-MS) anunciaram que tiveram o diagnóstico positivo para a covid-19. O parlamentar disse que testou negativo em um exame em Nova York, quando participava da comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na abertura 76ª edição da Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas).

Arrependido

Ontem (24), o presidente Bolsonaro recuou de novo, aliás "Bolsonaro recuou" à essa altura já é um pleonasmo. O chefe de estado desta vez afirmou que extrapolou durante discursos nas manifestações de 7 de Setembro e que muitos de seus apoiadores esperavam que ele "chutasse o pau de barraca". Ao explicar o seu recuo com uma carta escrita com a ajuda do ex-presidente Michel Temer (MDB), porém, disse que preferiu "acalmar tudo". Segundo ele, não há chance de "melar a eleição", como já chegou a ameaçar.

PGR

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Augusto Aras tomou posse hoje para seu segundo mandato de dois anos à frente da PGR (Procuradoria-Geral da República). Ao discursar, ele pregou união do Poder Judiciário e respeito à Constituição, reforçando que a PGR não será usada para disputas políticas, nem para perseguição.

Contestou

A embaixada britânica no Brasil contestou a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de que o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, pediu um "acordo emergencial" para importação de mantimentos que estariam em falta na Inglaterra. A embaixada britânica disse que a declaração do presidente brasileiro não corresponde ao que diplomatas do país relatam sobre o ocorrido no encontro entre Bolsonaro e Johnson em Nova York esta semana.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/