Ponto e Vírgula 04/10/2022

Ponto e Vírgula 04/10/2022

Sobe - Campanhas de conscientização sobre prevenção ao câncer de mama.

Desce - Autores de crimes eleitorais cometidos antes e durante as eleições de domingo passado.

Câmara de Feira

Dois projetos estão na ordem do dia da sessão ordinária, da Câmara Municipal de Feira de Santana, nesta terça-feira (4), com destaque para o projeto do vereador Galeguinho (PSB), que organiza o sistema de transporte coletivo no município. Serão promulgados uma resolução e quatro decretos legislativos, já aprovados pela Câmara.

Otto Alencar

O senador Otto Alencar (PSD) foi reeleito senador pela Bahia com 57,52% dos votos, assim como mostravam as pesquisas. Até o momento foram apurados 86,19% dos votos e o candidato Cacá Leão (PP) foi o segundo colocado com 25,26%, em terceiro Doutora Raíssa Soares (PL) com 15,24% dos votos. Tâmara Azevedo candidata pelo PSOL teve 1,77% dos votos.

Dayane

A deputada federal feirense Dayane Pimentel (PSC) não conseguiu se reeleger e usou sua página nas redes sociais para agradecer seu eleitorado e disse estar saindo de cabeça erguida. "Meus guerreiros, quero agradecer a todos que acreditaram em mim. Lutei de forma independente, defendendo o que acredito, sem me dobrar. Dei o melhor de mim em meu mandato e continuarei sendo uma entusiasta da boa política. Saio, como entrei, de cabeça erguida e cheia de esperança no coração... 'O coração do homem considera o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos' Provérbios 16:9'", escreveu Dayane.

Famosos

A candidatura de personalidades conhecidas na Bahia surpreendeu alguns eleitores nas eleições deste ano. Mas, o apelo social e o engajamento nas redes sociais não ajudaram nas urnas. Léo Kret (PDT) não teve a mesma sorte na Câmara e recebeu apenas 9.012 votos no estado. O cantor Netinho (PL), recebeu 31.448 votos e não vai ocupar uma cadeira na Câmara. Igor Kannário, recebeu 20.514 votos e não conseguiu se reeleger para o cargo de deputado federal pelo União Brasil. O cantor Edcity também não levou a vaga de deputado estadual pelo (PP) e recebeu apenas 6.492 votos.

Lira

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), foi reeleito como o deputado federal mais votado da história de Alagoas, com 219.452 votos. Com mais que o dobro da votação do 2º colocado, Lira se tornou o campeão em percentual de votos do Nordeste, com 13,16% do votos válidos para deputado federal, em Alagoas.

Trans

A Câmara dos Deputados terá pela primeira vez na história duas mulheres trans como deputadas federais: Erika Hilton (PSOL-SP) e Duda Salabert (PDT-MG). Salabert foi a terceira deputada mais votada de Minas, com 208 mil votos. Já Erika conquistou 257 mil votos, ocupando a 8ª posição no estado, acima, por exemplo, da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, que ficou em 12º lugar.

2º turno

Além da Bahia, que terá o embate entre Jerônimo Rodrigues (PT) e ACM Neto (UB), mais 11 estados definirão o governador em segundo turno. Quatro deles são no Nordeste. Em Pernambuco, Marília Arraes (Solidariedade) enfrenta Raquel Lira (PSDB), enquanto na Paraíba João Azevedo (PSB) disputa o governo contra Pedro Cunha Lima (PSDB). Em Alagoas, com apoio do senador Renan Calheiros (MDB), Paulo Dantas (MDB) concorre com Rodrigo Cunha (União Brasil). Já Sergipe terá a disputa entre Rogério Carvalho (PT) terá pela frente Fábio (PSD). No sudeste, os ex-ministros Fernando Haddad (PT) e Tarcísio Freitas (PL) concorrem pelo Palácio dos Bandeirantes. No Espírito Santo, o atual governador Renato Casagrande (PSB) luta pela reeleição contra Manato (PL).

2º turno I

No Norte, Wilson Lima (União Brasil) também busca a reeleição, contra o ex-governador Amazonino Mendes (Cidadania). Em Rondônia, o duelo será entre Coronel Marcos Rocha (União Brasil) e Marcos Rogério (PL). Apesar de estar no jogo em dois estados nordestinos, a aposta maior do PSDB é no Rio Grande do Sul. O ex-governador Eduardo Leite está no segundo turno contra o ex-ministro do governo Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni (PL). No Mato Grosso do Sul, a disputa envolve Capitão Contar (PRTB) e Eduardo Riedel (PSDB). Já Santa Catarina assistirá nova reprodução do embate nacional: Jorginho Mello (PL) concorre com Décio Lima (PT). 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 23 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/