Amazônia brasileira registra aumento de incêndios em maio

BrasilMeio-ambiente

Amazônia brasileira registra aumento de incêndios em maio

No mesmo mês, queimadas no Cerrado batem recorde 

Crédito: Divulgação

Dados de satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indicam que em maio de 2022 a Amazônia brasileira teve um total de 2.287 incêndios, um aumento de 96% em relação ao mesmo mês de 2021. Este é o segundo maior número para um mês de maio depois do alcançado em 2004, quando chegou a 3.131.

Também segundo o Inpe, a região do Cerrado teve 3.578 incêndios, um aumento de 35% em comparação com maio de 2021. Este é o maior número para um mês de maio desde o início dos registros, em junho de 1998.

Os dados oficiais foram divulgados nesta quarta-feira (1).

Maio geralmente tem menos incêndios que agosto e setembro, meses que registram o auge da estação seca. Os altos números neste período geraram temores de que 2022 poderia ser um ano particularmente destrutivo.

Desde que o presidente Jair Bolsonaro (PL) assumiu o cargo em 2019, o desmatamento anual médio na Amazônia brasileira aumentou 75% em relação à década anterior, segundo dados oficiais.

Também há alarme sobre a área de Mata Atlântica na costa leste do Brasil, onde o desmatamento aumentou em 66% no ano passado, de acordo com um relatório da semana passada do grupo ambientalista SOS Mata Atlântica. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 25 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/