Sistema brasileiro de reciclagem de defensivos agrícolas é referência no Mundo

Ciência e TecnologiaSustentabilidade

Sistema brasileiro de reciclagem de defensivos agrícolas é referência no Mundo

Jornalistas de todo o Brasil estiveram conhecendo o InPEV e o Sistema Campo Limpo. 

Foto: Divulgação/InPEV
Criado há mais de 20 anos, o Sistema Campo Limpo é o nome do programa brasileiro de logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas, que ao longo dos anos vem se consolidando como um dos principais sistemas de reciclagem do mundo. 

O criador deste sistema foi o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (inpEV), que na semana passada recebeu jornalistas do Brasil inteiro em sua sede na cidade de Taubaté e o Folha do Estado – representado pelo editor-chefe Cristiano Alves – foi o único veículo baiano presente ao evento que teve a finalidade de difundir as ações geradas pelo sistema que abrangem todo o território nacional.

O inpEV é uma entidade sem fins lucrativos criada por fabricantes de defensivos agrícolas com o objetivo de promover a correta destinação das embalagens vazias de seus produtos. Está sediado em São Paulo e integra o Sistema Campo Limpo, no qual atua como núcleo de inteligência e é responsável pela operacionalização da logística reversa das embalagens em todo o país. Sua criação atende às determinações da Lei federal nº 9.974/00, que estabeleceu os princípios para o manejo e a destinação ambientalmente correta das embalagens vazias de defensivos agrícolas a partir de responsabilidades compartilhadas entre todos os agentes da produção agrícola – agricultores, canais de distribuição e cooperativas, indústria e poder público.

Com a mobilização constante e o engajamento de cada um desses agentes e da sociedade em geral, o inpEV ajudou a tornar o Brasil uma referência mundial em logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas. Por ação do Sistema Campo Limpo, cerca de 94% das embalagens plásticas primárias (que entram em contato direto com o produto) e 80% do total das embalagens de produtos comercializados anualmente recebem a correta destinação pós-consumo. Nenhum país do mundo registra uma cobertura tão ampla. Na França, que tem o segundo melhor desempenho, a destinação não passa de 77%; seguida do Canadá, com 73%. Os Estados Unidos são o nono lugar no ranking, com 33%.

Integram o inpEV mais de 100 empresas fabricantes de defensivos agrícolas e entidades representativas do setor.
Foto: Divulgação/InPEV

Bahia conta com 12 unidades ligadas ao Sistema Campo Limpo

A Bahia conta com 12 unidades de recebimento de embalagens vazias ligadas ao Sistema Campo Limpo, sendo 7 centrais e 5 postos de recebimento. Na região de Feira de Santana, o instituto conta com uma unidade, no vizinho município de Conceição do Jacuípe, onde os agricultores podem levar embalagens vazias de defensivos agrícolas e assim iniciar o ciclo, denominado de logística reversa.

"O ciclo inicia com o agricultor buscando armazenar de forma correta as embalagens de defensivos agrícolas utilizados de forma temporária e devolve aos postos de distribuição, de onde este produto é enviado para a nossa unidade fabril e transformado em novas embalagens que são comercializadas com a indústria. Basicamente funciona desta forma", explicou Antônio Carlos Amaral, gerente de operações do InPEV.

O sistema segue em expansão por todo o território nacional. Conforme o presidente do inpEV Marcelo Okamura explicou em entrevista coletiva. Estão sendo concluídas as obras de quatro novas centrais de recebimento nos estados de Mato Grosso do Sul, Tocantins e Rio Grande do Sul, que entraram em operação em janeiro e fevereiro de 2024, além de inaugurar quatro postos em Minas Gerais e no Pará.

Foto: Divulgação/InPEV

Ele destacou a pujança da agricultura no Brasil, mesmo sendo em um país tropical, o que se torna o grande desafio ao produtor. "Produzir com tantas doenças, plantas daninhas e um clima, não é tarefa fácil", garantiu Okamura.

Programa trabalha a divisão de responsabilidades

Cada embalagem de 20 litros produzida na Campo Limpo com resina pós-consumo (reciclada) evita a emissão de 1.24 quilos de CO equivalentes na atmosfera.

De acordo com dados do InPEV, desde o início de sua operação, em 2002, o Sistema Campo Limpo já destinou, adequadamente, mais de 750 mil toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas. Só em 2023, foram 53,2 mil toneladas. Deste total, 3.985 toneladas de embalagens vazias foram oriundas das terras baianas.

"A base do programa passa justamente pelo principio da divisão de responsabilidade, onde cada um fazendo a sua parte contribui para um meio ambiente melhor, que proporciona possibilidades de uma maior qualidade de vida. Dentro da estrutura, o poder público apoia e fiscaliza a iniciativa e desta maneira, o sistema vai crescendo a ponto de reunir mais de 256 associações de revendas e cooperativas e atende cerca de 2 milhões de propriedades rurais em todo o país, de acordo com o censo agrícola de 2017", informou Antônio Carlos Amaral.

O inpEV conta com 100 centrais e 316 postos em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Foram mais de 4,5 mil recebimentos Itinerantes, somente em 2023. Neste ano foram 53.212 toneladas de embalagens destinadas de forma ambientalmente correta; emissão de 1,05 milhão de toneladas de CO2e evitadas, desde 2022. Somente em 2023, foram 75.239 toneladas evitadas.

O que você precisa saber

– Agricultor: realiza a tríplice lavagem das embalagens, armazena temporariamente e de forma adequada, e devolve no local indicado na nota fiscal de venda;
–Indústria fabricante/registrante: é responsável por transportar e dar a destinação ambientalmente correta às embalagens devolvidas, encaminhando-as para reciclagem ou incineração;
– Canais de distribuição: disponibilizam o local de devolução das embalagens, indicando-o na nota fiscal de venda;

– Poder público: fiscaliza o funcionamento do sistema de destinação – emitindo as licenças de funcionamento para as unidades de recebimento e apoiando os esforços de educação e conscientização do agricultor, em conjunto com fabricantes e comerciantes. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 18 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/