Arraiá do Comércio em Feira de Santana volta acontecer após três anos

Cultura e EventosSaiba mais

Arraiá do Comércio em Feira de Santana volta acontecer após três anos

O evento acontecerá de 10 a 18 de junho 

Crédito: Divulgação

De volta à Praça Bernardino Bahia e com estrutura tradicional, o Arraiá do Comércio, acontecerá pela 19ª vez, em Feira de Santana, após 3 anos de hiato por causa da pandemia de covid-19. O evento acontecerá de 10 a 18 de junho, das 16h às 22h, e no último dia (domingo), até as 16h, na Praça Bernardino Bahia.

Fabrício Freitas, gerente do Serviço Social do Comércio (Sesc), Feira de Santana, uma das entidades organizadores da festa, diz que estão em vias de conclusão de todo processo de organização do Arraiá do Comércio. "É a contribuição do SESC Feira para festejos juninos, na cidade e está tudo quase pronto. Porque tradicionalmente, o evento acontece um pouco antes da data do São João. A festa de abertura do São João da cidade e as atrações já estão quase todas certas. Faltam algumas confirmações de alguns parceiros do Arraiá do Comércio que foi realizado pelo Sesc, Associação Comercial e prefeitura de Feira e também com apoio do governo do estado através do sindicato patronal e da Polícia Militar", conta.

Freitas diz ainda que tradicionalmente passam mais de 100 mil pessoas pelo evento e a expectativa é que este ano aumente esse número de pessoas. 

"Estamos voltando para a Praça Bernardino Bahia, que é uma praça central, no coração do comércio, no centro da cidade. Teremos também sub arraias na Praça dos Remédios, alguns trios de forró que trabalharão de maneira itinerante, circulando no centro da cidade e isso gera a expectativa que envolva ainda mais pessoas. Ainda não podemos divulgar nenhuma atração porque a contratação é processo envolvendo muitas instituições, então esses nomes mudam bastante. Por ser na Praça Bernardino Bahia, todas as atrações são importantes no entendimento do Sesc. O Arraiá do comércio não é aquele tipo de festa que a atração mobiliza aquele público enorme. Primeiro que, fisicamente, não comporta, e segundo que, a proposta do evento é para resgate do São João tradicional, pé de serra, produtos artesanais feitos pela agricultura familiar, não é o tipo de festa que tem atrações com grandes impactos", defende.

Em edições anteriores a festa aconteceu também na Praça do Fórum, no estacionamento da Prefeitura e na Praça Padre Ovídio.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 16 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/