Festa de Santo Antônio ganha mais projeção no turismo religioso baiano

Festa de Santo Antônio ganha mais projeção no turismo religioso baiano

A celebração do calendário turístico religioso católico abriu o ciclo de festas juninas da Bahia, com o apoio da Secretaria de Turismo do Estado 
Foto: Divulgação

Uma missa campal lotou o largo de Santo Antônio Além do Carmo, no Centro Histórico de Salvador, na noite de quinta-feira (13), marcando o encerramento da trezena em homenagem ao santo. Os fiéis comemoraram 430 anos de devoção ao padre português santificado, que, no Brasil, surgiu na capital baiana, com a primeira paróquia do país dedicada a ele. A celebração do calendário turístico religioso católico abriu o ciclo de festas juninas da Bahia, com o apoio da Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA).

"Temos a alegria de celebrar mais uma vez esse santo tão querido, entre nós e no mundo inteiro, neste ano, com uma participação ainda maior de fiéis. Muita gente mostrando a sua devoção, de modo muito fraterno", declarou o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Sérgio da Rocha, que presidiu a consagração do novo altar da Igreja de Santo Antônio Além do Carmo.

Após a missa, houve a tradicional procissão pelas ruas do bairro, com a participação de baianos e turistas. "Está sendo fantástico o encerramento da trezena. Isso só aumenta a nossa vontade de fazer com que, cada vez mais, essa festa seja conhecida em toda a Bahia e, quem sabe, em todo o Brasil", festejou o padre Jailson de Jesus, que comanda a paróquia.

Para a turista holandesa Aischa Schut, participar das homenagens ao santo tinha um motivo especial. "Acho a festa linda e foi nela que eu conheci o meu marido. Por isso, vim aqui honrar Santo Antônio", revelou.

"Gostei muito do bairro, de frequentar os restaurantes, ver o pôr do sol na Baía de Todos-os-Santos, e acabei conhecendo a trezena. Ficou tudo mais bonito, com as ruas decoradas para os festejos", completou a jornalista paranaense Jaqueline Andriolli.

Depois da parte religiosa, a programação no Carmo terminou com o Arrastão Junino, da Cruz do Pascoal ao largo, onde aconteceram apresentações de forró. As manifestações tiveram o incentivo da Setur-BA.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 25 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/