Retorno da Corrida de Jegues neste domingo, 3, em Feira de Santana

Cultura e EventosGrande festa

Retorno da Corrida de Jegues neste domingo, 3, em Feira de Santana

Evento foi criado em 1975 

Crédito: Divulgação

A 35ª edição da maior corrida de jegues do Brasil está confirmada para este domingo (3) ás 10 horas no parque Coliseu do Sertão, com diversas atrações e entrada grátis. Arreio de Ouro, Adelmário Coelho, 100 Parea, Sela vaqueira, Moisés Almeida, Regy vaqueiro, Rena Boy, Beto Filho, Ró da Vaquejada e Wanessa Porto estão confirmados.

O evento conta com a realização da Superintendência de Fomento ao Turismo (SUFOTUR), do governo do estado da Bahia e apoio do deputado federal Zé Neto.

Há 14 anos sem ser realizada por falta de apoio da Prefeitura de Feira de Santana, mesmo estando no calendário de festejos populares da cidade, a primeira e maior corrida de jegues do Brasil foi esquecida pelas autoridades que não reconhecem e nem fazem questão de preservar a cultura do seu povo.

História

Criada em 1975 pelo radialista Silvério Silva sem nenhum interesse comercial, ou de autopromoção, era uma simples brincadeira que caiu no gosto do público, a primeira edição que foi realizada na Avenida Getúlio Vargas em seguida na Avenida Santo Antônio, na Avenida Anchieta (atual João Durval) foi crescendo de uma forma gigantesca que nos anos 1980 chamou a atenção da imprensa internacional que enviou correspondentes para fazer a cobertura do evento. Aqui estiveram equipes do Japão, Estados Unidos e Alemanha, a TV Globo também fez cobertura para o Globo Repórter, Fantástico, Globo Rural, entre outros.

'Rapariga do teu pai', 'Tarado', 'Você', 'Parlamentar', 'Xodó', 'Eleitor', 'Namorado da tua irmã', entre outros eram jegues famosos, com nomes bastante exóticos e que faziam a alegria do público. Uma festa simples, popular e que também tinha um forte apelo, chamar atenção das autoridades para a matança indiscriminada dos jegues.

Com tanta irreverência, diversão e acontecimentos inéditos como desfiles pisicódelicos, casamento de jegues, eleição da rainha e princesas e até mesmo da joquey de 102 anos que veio participar e trouxe as duas filhas de 90 e 80 anos, não tinha como não ser um evento único e hoje copiado em todo o Brasil. O jornal O Globo, revista Fatos e Fotos, Jornal do Brasil e a escola de samba Imperatriz no Rio de Janeiro fez o samba enredo falando sobre a corrida de jegues de Feira de Santana e a preocupação com a preservação da espécie.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/