Estudante de medicina é preso por fazer provas do Enem no lugar de duas pessoas

Educaçãoprovas do Enem

Estudante de medicina é preso por fazer provas do Enem no lugar de duas pessoas

 Jovem teria feito provas para pelo menos dois candidatos que foram aprovados

Agência Brasil

 Um estudante de medicina foi preso pela Polícia Federal suspeito de fraudar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ao fazer as provas em nome de pelo menos dois candidatos. A prisão ocorreu no início da tarde desta sexta-feira (29), em Belém (PA), e faz parte da operação Passe Livre, deflagrada dia 16 de fevereiro deste ano, em Marabá, sudeste do Pará.

André Rodrigues Ataíde, de 23 anos, estava na casa de parentes quando foi surpreendido pelos agentes federais. Os policiais foram para cumprir o mandado de prisão preventiva por falsidade ideológica e uso de documento falso, além de estelionato com causa de aumento de pena. A defesa do investigado informou que vai recorrer da prisão.

Ainda de acordo com informações da PF, as provas foram feitas em 2022 para um parente e em 2023 para um amigo. Ele teria falsificado a assinatura e nos dois casos, os candidatos foram aprovados em universidades.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 15 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/