Matrículas aumentam movimentação em escolas da rede municipal

EducaçãoFeira de Santana

Matrículas aumentam movimentação em escolas da rede municipal

Jornal Folha do Estado acompanhou a movimentação de pais e responsáveis

Crédito: Reprodução

Iniciado o período para novos estudantes da rede municipal de Feira de Santana, a Redação do Jornal Folha do Estado acompanhou a movimentação de pais e responsáveis em várias unidades escolares da cidade em busca de vagas. Este ano, a Educação Municipal diz ter a expectativa de atender até 60 mil estudantes, deste total, 11 mil vagas serão destinadas às novas matrículas, distribuídas entre as 218 unidades escolares do município.

Roberta de Amorim tentou vaga para filha na escola Carlos Alberto do Carmo, mas teve incompatibilidade entre a vaga e a idade da criança. "Não consegui vaga para minha filha. Me disseram que se fosse até o dia 31 de março a data de nascimento, havia vaga, mas ela faz aniversário em setembro e tem 5 anos. Eu tenho dois filhos. Ela cursou no Esdra o grupo 4 e preciso matricular elas para não perder o conhecimento do ano passado, o ano e também o benefício".

Já na Escola Tereza Cunha, que tem capacidade de atender cerca de 300 alunos, a diretora, Geodi da Silva, diz que apesar de ter acabado de começar o período de matrículas, só restam poucas vagas. "Nossas matrículas estão tranquilas, graças a deus. Começamos esta semana as matrículas dos alunos novos, mas em duas turmas já não temos vagas porque foram preenchidas só com alunos da casa, que são as turmas do 3º e 5º ano. Para os alunos do 1º, 2º e 4º anos, ainda dispomos de algumas poucas vagas. Mas está tranquilo, não há filas quilométricas, temos procura, mas de forma tranquila. Os pais chegam e aqueles que não encontram as vagas, nós direcionamos para escolas vizinhas onde ainda há vagas", diz.

A Escola Ernestina Carneiro, localizada no bairro Rua Nova, teve intensa movimentação desde a abertura das matrículas. "O primeiro dia foi bastante intenso, a maior procura por vaga é, principalmente, para turmas do 6º ano. No único dia, praticamente todas as vagas foram esgotadas e temos poucas ainda. Agora continuamos preenchendo as poucas vagas e efetuando algumas matrículas. Na educação para Jovens e Adultos (EJA), onde recebemos já a partir dos 15 anos, nos estágios de 1 ao 5, esperamos que cheguem mais alunos. Somos uma escola de médio porte e suportamos em torno de 1000 alunos", explica a coordenadora da unidade, Najara Vieira.

Selma Conceição está enfrentando um dilema por causa do turno de estudo do filho. "Minha dificuldade é encontrar vaga no turno matutino. Meu filho faz natação pela tarde e não pode fazer nesse turno. Pior que só restam 5 vagas pela tarde e tenho medo de procurar em outro lugar e perder essa", lamenta.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 22 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/