Seminário chama atenção de empresas para ações de sustentabilidade na Educação

EducaçãoSaiba mais

Seminário chama atenção de empresas para ações de sustentabilidade na Educação

O evento aconteceu na última quarta, 30

Crédito: Sara Silva/Secom
A busca de alternativas para aproximar empresas e escolas públicas municipais em prol do avanço da sustentabilidade em Feira de Santana foi colocada em pauta no II Seminário Inovação na Educação para a Sustentabilidade, promovido pela Secretaria Municipal de Educação. O evento aconteceu na última quarta-feira (30) no auditório do Centro das Indústrias.

Nesta edição, voltada para o segmento empresarial, o evento contou com a participação de representantes do comércio, indústria, empresas e secretarias municipais. Além de gestores e professores da Rede Municipal de Ensino.

A palestra do diretor da instituição de pesquisa global Wordwach Institute - WWI Brasil, Eduardo Athayde, abordou como as empresas e organizações podem se engajar socialmente e de forma sustentável - enfatizando a educação como um destes meios. Este posicionamento que hoje é considerado estratégico, alia questões ambientais, sociais e de governança corporativa no que é chamado de ESG - Environmental, Social and Governance.

"Precisamos nos inserir globalmente, mas sem perder a identidade de Feira de Santana. Para isso é necessário criatividade e inteligência para mudar caminhos. Iniciativas como os projetos das escolas municipais são essenciais para esse desenvolvimento, as empresas precisam entender e apoiar estas ações para ampliar a visão dos seus negócios", afirma.

Durante o evento, foram apresentados cases de projetos desenvolvidos nas unidades escolares, como a formação de Agentes Mirins na Construção de uma Comunidade Sustentável, da Escola Municipal Regina Vital, e a Horta Comunitária na Escola como Estratégia de Apoio e Segurança Alimentar e Nutricional, do Centro Integrado de Educação Municipal Joselito Amorim.

Para aproximar ainda mais o setor empresarial às unidades escolares, o estudante Jorge Henrique Oliveira, do 3º ano (anos iniciais), contou como a Escola Municipal Gente Miúda executou o projeto de Compostagem na unidade de ensino. O garotinho encantou a todos com sua desenvoltura e conhecimento sobre a temática.

"A professora percebeu que estávamos tendo uma alimentação muito industrializada, então procurou um meio de mudar isso. A partir daí aprendemos o que era saudável ou não. Aprendemos o ciclo da produtividade, sustentabilidade e como podemos reaproveitar os alimentos - reduzindo lixo e ajudando a produzir mais alimentos naturais", explicou o estudante.

Ainda falando sobre iniciativas sustentáveis, representantes de três empresas parceiras - Belgo Bekaert Arames Ltda., Sustentare Saneamento e ACBEU (Centro educativo e cultural de idiomas) - expuseram iniciativas que agregam valor e a responsabilidade socioambiental das empresas privadas.

A secretária de Educação, professora Anaci Paim, avalia a iniciativa como urgente para "que comecemos a ter mudanças efetivas na sociedade". Para ela a educação é o princípio de tudo, pois estudantes conscientes são os cidadãos do futuro. Contar com parcerias para que projetos cada vez mais sejam executados impactam positivamente para todos.

"Com a apresentação dos cases, percebemos como a prática ilustra bem a temática abordada neste evento e como são impactantes no dia-a-dia", destaca. 

Com informações da Secom/PMFS.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/