Membros do Judiciário destacam relação respeitosa na cobertura do Folha do Estado

Folha do Estado 25 AnosFolha do Estado 25 Anos

Membros do Judiciário destacam relação respeitosa na cobertura do Folha do Estado

A cobertura do Folha do Estado também se debruçou sobre as ações e os atos do judiciário

Crédito: Divulgação

Ao longo de 25 anos, a cobertura do Folha do Estado também se debruçou sobre as ações e os atos do judiciário baiano, principalmente nas decisões que impactaram em Feira de Santana, segunda maior comarca do estado da Bahia. O juiz Armando Mesquita, presidente da 1ª Vara Cível da comarca de Feira de Santana, afirma que a relação entre a Justiça e a imprensa se faz necessária porque o Poder Judiciário presta serviços públicos e deve prezar pela transparência.

"O Folha do Estado exerce um papel fundamental para que cumpram a democracia a partir da perspectiva que ela divulga os atos dos poderes, inclusive, circulando em todos os gabinetes a versão impressa do jornal, em relação da cordialidade de Humberto Cedraz, onde há três anos distribui no fórum o periódico. Em todo o modo, essa atuação do Folha do Estado também na divulgação dos atos judiciários dando-lhes uma visibilidade que deve ser, naturalmente, transparentes".

O promotor do Ministério Público da Bahia, Aldo Rodrigues, diz que a relação entre o Poder Judiciário e a imprensa é de respeito mútuo. "Como membro do Ministério Público penso que o canal de informações para a sociedade deve ser exercido, primeiramente, pela imprensa. Neste particular, essa relação, de respeito mútuo, deve ser o norte na divulgação de informações importantes e isentas de qualquer contaminação pessoal ou política, até porque a sociedade é uma das destinatárias da prestação jurisdicional", conta Aldo.

Segundo o promotor, a principal contribuição é a informação séria, despida de interesses de qualquer natureza. Os destinatários das informações precisam ter a confiança nessa seriedade no trabalho prestado. "O Ministério Público, como um dos defensores do Estado Democrático de Direito, é um dos que prioriza a liberdade de imprensa. Qualquer tentativa de calar a imprensa ou lhe impor limites, de qualquer natureza, será uma clara tentativa contra a democracia, inadmissível, hoje em dia".

O advogado Antônio Augusto Graça Leal, disse que a Imprensa é fundamental para mostrar a democracia que existe entre o Poder Judiciário e a sociedade. "Inúmeras ações que ocorrem no Poder Judiciário, principalmente na Justiça Criminal, o trabalho da imprensa é fundamental, sempre nós advogados usamos matérias veiculadas em jornais, sites, nos rádios e em outros meios de comunicação para mostrar a verdade a sociedade", comentou.

"Os juízes, desembargadores, ministros e promotores também usam muito matérias veiculadas nos meios de comunicação para condenar ou inocentar suspeitos, acusados e até condenados. Enfim, o trabalho da imprensa é fundamental e aqui em Feira de Santana, o Jornal Folha do Estado faz um excelente serviço para sociedade", finalizou Leal.
 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 30 Setembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado