Assembleia pode gerar importantes mudanças no Fluminense de Feira

EsportesSem data definida

Assembleia pode gerar importantes mudanças no Fluminense de Feira

A expectativa é de que ainda este ano, os conselheiros e sócios do Fluminense possam se reunir  

Crédito: Ascom/Fluminense de Feira

Com as atividades profissionais paralisadas, o Fluminense de Feira está apenas disputando competições nas categorias de base como o Campeonato Baiano das categorias Sub 15 e Sub17 e enquanto não tem uma definição em relação ao futuro do time dentro de campo fora dele, a expectativa é de que ainda este ano aconteça uma assembleia geral de sócios e conselheiros para a aprovação de mudanças consideradas importantes no regimento interno do tricolor feirense.

Ainda com a Série B em curso, uma comissão designada pela direção do Conselho Deliberativo do clube elaborou uma minuta com mudanças importantes. A primeira diz respeito à mudança do tempo de duração dos mandatos da direção executiva e do Conselho Deliberativo dos atuais dois anos para três anos e assim evitar conflitos entre o processo eleitoral do clube, com a execução de outras atividades, cujo desenvolvimento depende da definição de representantes tanto para cargos executivos, como para funções deliberativas no Touro do Sertão. Com esta definição a possibilidade de desenvolvimento de trabalhos internos correria menos risco de ser interrompida em virtude de processo eleitoral.

Outra importante mudança prevista pela minuta está relacionada ao ingresso de novos integrantes no quadro de associados do Touro do Sertão: seria uma ratificação de um dispositivo existente no atual estatuto de que para ter direito ao voto no processo eleitoral do clube, o novo associado deve ter pelo menos um ano de contribuição financeira ininterrupta. O terceiro aspecto diz respeito à probabilidade de adequação do regimento para que futuramente a agremiação possa seguir o caminho de outras equipes cujos regimes administrativos estão se transformando em Sociedade Anônima do Futebol (SAF), criada pela Lei 14.193/2021 e promulgada em 6 de agosto do ano passado. Trata-se da lei que permite os clubes de futebol serem transformados em empresas.

Por ocasião da elaboração da minuta, o presidente do Conselho Deliberativo do Fluminense, Alan Victor Ribeiro afirmou que o passo seguinte é que os termos definidos no documento preliminar sejam apreciados por sócios e conselheiros do clube durante uma assembleia geral que será convocada oportunamente. "Essas mudanças podem levar o clube a um caminho bem diferente do atual e na verdade são necessárias porque muitas situações de agora têm alguma relação com estes aspectos estatutários que precisam ser ajustados. Esperamos que na assembleia, todos possam observar as medidas traçadas, debate-las para que aconteça um consenso e o Fluminense saia fortalecido criando novas condições para que já no futuro imediato se possam ter decisões que causem impactos positivos para a agremiação", ressaltou o dirigente.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado